sexta-feira, 26 de fevereiro de 2016

Primeira fase - Via Metropolitana Norte tem novo fôlego no Grande Recife

Estado espera liberação de R$ 22 milhões em abril para a pavimentação das marginais e construção do viaduto da PE-15


A primeira fase dos trabalhos no Canal do Fragoso, que integra a primeira etapa da Via Metropolitana Norte, será entregue no próximo mês de abril, com o revestimento e alargamento de 1,4km desse canal. A expectativa é que também no mês de abril o estado consiga os recursos para a pavimentação das marginais do canal e a construção do viaduto sobre o Terminal da PE-15, que fará ligação com a segunda perimetral.

As obras do projeto viário tiveram início em 2013, mas durante dois anos e meio, os trabalhos caminharam em ritmo lento pela necessidade de desapropriação de 600 famílias moradoras da bacia do Rio Fragoso. Em setembro do ano passado, as obras entraram em ritmo acelerado porque, segundo a Secretaria Estadual de Habitação (Sechab), o alargamento e revestimento do canal dependiam do represamento da água do rio, que só poderia ser feito nos períodos secos, entre setembro e abril.

A bacia do Fragoso, onde está sendo executada a primeira etapa das obras, era um dos trechos mais críticos na realização do projeto porque, com o assoreamento do rio, a água ficava acumulada, alagando boa parte do bairro de Jardim Fragoso. A primeira etapa compreende o alargamento e revestimento de 2,3km do canal e os 900 metros restantes serão retomados em setembro deste ano, quando se iniciar um novo período seco. A primeira etapa, menor, compreende 2,3km de revestimento do Fragoso e oito pontes sobre o canal. 

“Pela complexidade do projeto, ele foi dividido em dois contratos. O primeiro foi chamado de Fragoso II e é o que está sendo executado e tem os seus recursos garantidos. A segunda etapa foi chamada de Via Metropolitana Norte e, atualmente, aguarda a liberação das verbas pelo Ministério das Cidades”, explica o diretor de Obras da Sechab, Nelson Holanda.

A segunda etapa do projeto compreende o alargamento e revestimento de 2,2km do Canal do Fragoso, construção do viaduto da PE-15, construção de mais quatro pontes sobre o canal e implantação de 6,1km das vias marginais. “A pasta está brigando para que, até abril, sejam liberados pelo menos R$ 22 milhões dos recursos para a execução da segunda etapa da VMN, para que possamos começar a construção do viaduto da PE-15 e a pavimentação dos 6,1km das marginais para dar funcionalidade à primeira etapa do projeto”, explicou Holanda.

Sem os R$ 22 milhões, parte do Canal do Fragoso estará revestida, mas a Avenida Pedro Álvares Cabral, que margeia o rio, não poderá ser pavimentada e o fluxo de veículos que vem de Jardim Atlântico ficará retido na altura do terminal integrado da PE-15, como já acontece atualmente. A empresa responsável pela execução das duas etapas do projeto é a Construtora Paulista Ferreira Guedes, que integra o grupo Agis Engenharia e Construção. O investimento total do projeto é de R$ 336 milhões. Destes, 276,7 milhões são recursos do PAC oriundos do Orçamento Geral da União (OGU) e do FGTS e R$ 59,3 milhões são contrapartida do governo estadual.

A previsão de conclusão do contrato Fragoso II é no primeiro semestre de 2017.  

Nenhum comentário:

Postar um comentário