quinta-feira, 10 de março de 2016

Adutora de Amaraji em Pernambuco na fase final

O equipamento vai levar água ao município de Gravatá e região,
minimizando os efeitos da estiagem no Agreste.

AMARAJI – O secretário de Desenvolvimento Econômico, Thiago Norões, junto à comitiva  do governador Paulo Câmara vistoriaram, neste sábado (05.03), a obra responsável pela modernização da Adutora de Amaraji, no Agreste. A substituição dos quatro mil metros de tubos está sendo feita por funcionários Compesa – um investimento de  R$ 3 milhões. 

A iniciativa, que vai retirar Chã Grande do colapso hídrico e também apontará para a melhora do abastecimento em Gravatá, beneficiará 130 mil pessoas na região. Em fase de conclusão, a atualização do sistema será entregue ainda no fim deste mês.

“Estamos fazendo um esforço importante para garantir que cada vez mais pernambucanos sejam menos impactados pelos efeitos da estiagem. E, em tempos de constantes desafios, nós temos que direcionar com eficiência os recursos públicos. Temos que fiscalizar essas obras e verificar se tudo está seguindo o cronograma”, frisou o governador.

Com a troca da tubulação da barragem de Amaraji será possível reduzir pela metade o rodízio (calendário de distribuição) de abastecimento dos dois municípios. Os tubos atuais estão sendo substituídos por outros de maior diâmetro e mais resistentes, o que vai permitir que a água chegue com mais força e em maior quantidade. Atualmente, a barragem de Amaraji, que tem capacidade para acumular dois milhões de metros cúbicos, está cheia.  Atualmente, Gravatá é abastecida, de forma complementar, pelo Sistema Jucazinho, que oferta água para outras treze cidades do Agreste.

“Apesar da retração econômica do País, as nossas obras não vão parar. E Pernambuco vai continuar no caminho certo. A questão da água é uma das nossas prioridades. É um assunto que dialoga com a infraestrutura e a qualidade de vida dos pernambucanos”, ressaltou Paulo Câmara.

Nenhum comentário:

Postar um comentário