quarta-feira, 23 de março de 2016

Aplicativo recifense chega para competir com o Uber

O Uber chegou ao mercado de transporte causando uma grande revolução - além de inúmeras polêmicas por onde chega. Passageiros se beneficiam do serviço premium, mesmo que pagando mais; taxistas reclamam que o aplicativo rouba clientes e é ilegal. No meio desse conflito, surge no Recife mais uma empresa que promete entrar com força na briga. A T81 começa a operar na segunda-feira (28), de forma semelhante ao Uber, mas com algumas diferenças que, alegam os criadores, a deixam mais competitiva.
    A ideia do aplicativo surgiu há cerca de seis meses, quando o desenvolvedor Josival Bezerra Junior, hoje sócio da T81, percebeu que o Uber havia tido uma boa ideia com seu modelo de negócio inovador. Em contrapartida, notou também que a multinacional tinha algo que, ele acreditava, não daria muito certo. “O Uber cobra uma tarifa abaixo do preço de mercado e cobra uma comissão T81: mais um app na briga muito alta do motorista, de cerca de 25% do valor da corrida. Além disso, o motorista leva cerca de uma semana para receber o pagamento”, enumera o sócio da T81.



    Folha de Pernambuco


    Visando solucionar esses problemas, ele desenvolveu o novo app. A principal diferença do T81 é que este inclui, além de carros - nas categorias popular e executivo -, motos. Estas podem ser para serviço de moto-táxi ou motodelivery. “A questão das motos ajuda, por exemplo, quem precisa buscar um remédio na farmácia, ou mesmo o pequeno empresário que precisa de um entregador, mas não quer ter os encargos trabalhistas. Vamos poder ajudar o comércio a fazer entregas onde e quando não se costuma fazer”, acredita Josival.

    O modo de cobrança também difere do Uber - tanto para o passageiro, quanto para o condutor. A começar que usuários pagam tarifas fixas por bandeirada e quilometragem - no Uber, a tarifa pode variar de acordo, por exemplo, com a hora do dia e a disponibilidade do carro. 

    Já o motorista também pagará valores fixos por corrida (confira o quadro com os valores). Josival Bezerra garante que a tarifa será mais barata que o Uber e até 60% menor que o valor de uma corrida de táxi.

    A terceira particularidade do serviço é o pagamento, que poderá ser feito também em dinheiro - o Uber só aceita cartão de crédito. Segundo Josival, hoje, apenas 20% da população brasileira possui cartão de crédito ativo.

    Operação
    A T81 começa a operar na segunda-feira no Recife. No mesmo dia, motoristas do Uber realizarão paralisações no Rio de Janeiro, em São Paulo e Belo Horizonte. De olho nesses acontecimentos, a T81 fará, nas localidades parceria com os condutores para que atendam os usuários com o novo app e, assim, pressionem o Uber a reformular a cobrança.

    Cadastro
    Motoristas que desejarem ingressar no T81 devem baixar a versão do app para condutores e fazer o cadastro. Depois de a empresa avaliar e validar os dados do condutor e do veículo, é necessária uma vistoria presencial, além de treinamentos.

    Condutores
    O T81 já possui um cadastro de 100 carros e pretende, até a segunda-feira, no início das operações, contar com 500 motos no Recife e Região Metropolitana.

     Thomaz Vieira, do FolhaPE

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário