quinta-feira, 17 de março de 2016

Campanha do Greenpeace busca instalar energia solar em instituições de caridade

campanhagreenpeace-ecod.jpg
Conta de energia elétrica no abrigo Paulo de Tarso chega a mais de R$ 2 mil, valor que pode ser reduzido com energia solar
Fotos: Divulgação

A Casa Santa Gemma, em Uberlândia (MG), e o Abrigo Paulo Tarso, em Nazaré (BA) são duas entidades beneficentes que funcionam como abrigo para ex-moradores em situação de rua e idosos. Ali, eles podem ter uma vida mais confortável, com assistência médica, alimentos e o amor de um lar doce lar. A campanha do Greenpeace Traga o sol a quem precisa pretende melhorar as condições dessas entidades, por meio da instalação de placas solares em seus telhados.

Essas entidades ficaram em segundo e terceiro lugar, respectivamente, no jogo Solariza, que durante 2015 divulgou o potencial do Brasil para a fonte solar. "E para darmos continuidade à solarização de organizações que trabalham pelo bem da população, precisamos de você! Vamos diminuir suas contas de energia elétrica!", explica o Greenpeace.

Para participar basta escolher o valor da contribuição e da respectiva recompensa. Em seguida, deve-se escolher a forma de pagamento. Entre os brindes para quem colaborar destacam-se um kit horta, uma luminária e um livro de receitas.

O dinheiro economizado na conta de energia será revertido para reformas estruturais
O abrigo Paulo de Tarso foi fundado em 1947 na cidade de Nazaré (BA). A casa oferece assistência 24 horas para 40 idosos, e com economia na conta de energia elétrica poderá atender um maior número de idosos na região.

Por mês, a conta de energia elétrica chega a mais de R$ 2 mil, um valor nada fácil de ser obtido pelo abrigo. Com a instalação dos painéis solares essa economia será revertida na ampliação da horta, para melhorar a alimentação dos idosos. E, que é ainda mais legal: para a contratação de um fisioterapeuta. Essas pessoas, que já viveram muitos anos, merecem um cuidado de saúde e bem estar especial! O abrigo Paulo de Tarso precisa de doações para sobreviver, portanto, cada centavo economizado vale ouro.

Tratamento especial

A casa Santa Gemma foi fundada em 2003, na cidade de Uberlândia (MG). A instituição é o lar de ex-moradores em situação de rua que foram acolhidos e hoje recebem tratamento especial: com alimentação, cuidados de higiene e, quando é necessário, assistência para a retirada de documentos e até ingresso no mercado de trabalho. A entidade também distribui alimentos nas ruas de Uberlândia para a população carente, que não têm onde morar.


A instituição tem capacidade para atender 14 pessoas. Mas como são muito procurados, devido ao bom trabalho que fazem, estão com 18 abrigados. Quem já morou nas ruas sabe o valor de um bom banho quente! E não é à toa que parte dos gastos com a conta de luz da casa vem do uso dos chuveiros. Quando tiverem placas solares, gerando energia para a Santa Gemma, o banho quente não vai gerar gastos extras!

campanhainterna-ecod.jpg
Quem já morou nas ruas sabe o valor de um bom banho quente

Reformas estruturais

O dinheiro economizado na conta de energia será revertido para reformas estruturais das quais a casa precisa e para a compra de medicamentos. Hoje, nem sempre a equipe de funcionários consegue adquiri-los na rede pública e precisa gastar para comprá-los. Com mais dinheiro em caixa, a Santa Gemma também poderá aumentar o número de pessoas atendidas.


"Nós, do Greenpeace Brasil, estamos trabalhando pela popularização e pelo acesso à energia solar, uma fonte de energia renovável e limpa. A energia gerada pelas placas fotovoltaicas está mudando a realidade de milhares de pessoas de norte a sul do país", argumenta a ONG.

"O Brasil está passando por uma crise energética. Com a escassez de chuvas e o baixo nível dos reservatórios das usinas hidrelétricas, temos que pressionar o governo para investir cada vez mais na energia solar. Agora você pode fazer a sua parte nos ajudando a instalar sistemas fotovoltaicos, que serão responsáveis por zerar as contas de energia elétrica das organizações. Eles vão proporcionar uma grande economia, além de ajudar o meio ambiente", reforça a organização ambientalista.

O vídeo abaixo dá mais detalhes sobre a campanha:



Nenhum comentário:

Postar um comentário