quinta-feira, 24 de março de 2016

CBF conhece projeto social de futebol da Compesa no Grande Recife

Escolinha de futebol é uma parceria com o ex-jogador da Seleção Brasileira, Ricardo Rocha.


Cerca de 200 crianças e adolescentes do projeto social Escolinha de Futebol Compesa/Ricardo Rocha, do Jardim Jordão, em Jaboatão dos Guararapes, e de Rio Doce, em Olinda, tiveram um dia inesquecível nesta quarta-feira (23). Eles receberam a visita do presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) Social, Diogo Neto, e equipe, à sede do primeiro  projeto no Campo do Flamengo, em Jardim Jordão. O ex-jogador da Seleção que assina o projeto e o presidente da Compesa, Roberto Tavares, além do Diretor de Articulação e Meio Ambiente, Aldo Santos, também estiveram presentes.
Na ocasião, os alunos participaram de uma partida de futebol simbólica para mostrar o que vêm aprendendo na escolinha. Para muitos, o projeto é a única opção de lazer e promoção social que há no bairro. “O projeto é muito bom e não falto a nenhum treino. Antes, ficava em casa sem fazer nada e, agora, venho para cá com o sonho de ser jogador”, contou o aluno Wellington da Silva, 13 anos. O sentimento é o mesmo compartilhado pela mãe de um  dos garotos. “Esse projeto é uma benção de Deus porque está dando aos meninos a oportunidade de terem um objetivo na vida. Eu e todas as mães estamos tranquilas por saber onde nossos filhos andam e o que estão fazendo”, comemorou a dona de casa Diamantina Alves.

escolinha-futebol5

O projeto, que vem acontecendo há quase três anos, surgiu como contrapartida da Compesa pelo apoio dado à comunidade durante as obras do Sistema Pirapama. O presidente da Compesa, Roberto Tavares, lembrou que foi ideia do ex-governador Eduardo Campos aproveitar a área do campo para desenvolver um projeto social que desse retorno à comunidade. “A gente fez muita obra nessa área e interagiu muito com a população. Hoje, a gente dá essa retribuição com esse projeto, que agora está sendo reconhecido pela CBF devido à importância dele para a sociedade”, afirmou o presidente da Compesa, Roberto Tavares.
O sucesso do projeto é tanto que muitos meninos estão conseguindo aproveitamento em categorias sub15 e sub17 dos principais times pernambucanos, Sport, Santa Cruz, Náutico e Central, e até fora do estado, como o Icasa, do Ceará. “O resultado é tão satisfatório que já pensamos em ampliar esse projeto para outras cidades do estado”, adiantou Tavares.
Esse é o primeiro projeto social na área esportiva que foi visitado pela CBF dentro da nova proposta de interação com as comunidades que seus dirigentes estão desenvolvendo. A ideia é que, nas cidades que recebam jogos da Seleção Brasileira, visitas sejam feitas para conhecer e valorizar iniciativas desse tipo. Nessas cidades, a CBF também promove cursos para os treinadores e realizam atividades com os participantes dos projetos. “Um dia como o de hoje é histórico para essas crianças. Então, nada mais justo que a CBF venha apoiá-las”, ressaltou o presidente da CBF Social, Diogo Neto.


Na próxima sexta-feira (25), 20 alunos da Escolinha de Futebol Compesa/Ricardo Rocha serão levados para assistir ao jogo Brasil x Uruguai, na Arena Pernambuco, a convite da CBF. Atualmente, o projeto abriga cerca de 100 jovens, entre 8 e 17 anos, todos moradores do bairro. Para participarem dos treinos, eles devem apresentar o comprovante de matrícula numa unidade de ensino da rede pública ou privada e a frequência escolar. “Aqui, não formamos apenas o atleta, mas o cidadão, porque a vida escolar vem em primeiro lugar. E, se estamos conseguindo manter esses meninos aqui por quase três anos, quer dizer que estamos ganhando a luta contra as drogas”, enfatizou o ex-jogador Ricardo Rocha. “De fato, não é só um projeto social, porque está sendo promovida a formação cidadã desses jovens que, agora, têm uma perspectiva de futuro”, completou o diretor Aldo Santos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário