terça-feira, 29 de março de 2016

Estudantes de Fernando de Noronha serão capacitados para se tornarem agentes de preservação



Será lançado nesta quinta-feira (31) o projeto Agentes Mirins do Arquipélago, que vai beneficiar estudantes de 13 a 17 anos moradores de Fernando de Noronha. Desenvolvido e realizado pelo Centro de Pesquisa Histórica e Cultural de Fernando de Noronha (Cepehc), o projeto é patrocinado pelo Programa Caixa de Apoio ao Patrimônio Cultural Brasileiro 2016, com um investimento de R$ 134 mil.

Este é o primeiro projeto social desenvolvido por uma instituição criada por noronhenses.
O objetivo é resgatar o patrimônio histórico local, além das tradições que foram estabelecidas no arquipélago, desde o seu povoamento. 


O público-alvo são os estudantes matriculados nos ensinos Fundamental e Médio, que participarão de oficinas sobre Educação Patrimonial, Direitos e Deveres, Educação Ambiental e Desinibição, além de debates, visitas a campo e estágios, acompanhados por profissionais que compõem a equipe interdisciplinar. Esses jovens se tornarão agentes multiplicadores dessas informações para os outros moradores do arquipélago, como forma de exercerem sua cidadania.

O Agentes Mirins movimentará Fernando de Noronha até dezembro. Ao término das atividades, os participantes realizarão uma exposição na sede da escola para apresentar o resultado dos trabalhos. A expectativa é que o número de indivíduos beneficiados, diretamente e indiretamente, seja de mais de 100 pessoas, contando com a interação do empresariado local e de instituições públicas e privadas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário