quinta-feira, 24 de março de 2016

Gasto médio do turista na RMR sobe, mas não acompanha inflação

O gasto médio diário do turista de eventos em 2015, na Região Metropolitana do Recife (RMR), foi de R$ 471,76, resultado superior aos R$ 459,84 que eram gastos no ano anterior. Apesar de importante, no entanto, esse crescimento não representou ganho real e não acompanhou a inflação de 2015, de 7%. 

A informação é um dos números apresentados pela pesquisa de opinião quantitativa realizada em eventos apoiados e captados pelo Recife Convention & Visitors Bureau para traçar o Perfil Socioeconômico do Turista de Eventos. O estudo teve o apoio da Prefeitura do Recife, por meio da Secretaria de Turismo e Lazer.

Divulgação/Prefeitura de Ipojuca
Porto de Galinhas estão entre os destinos mais procurados

Segundo o presidente do Recife CVB, Bruno Herbert, o tempo de permanência variou de três a quatro dias (65,1%). “A relevância dos eventos é o motivo principal para a vinda dos turistas de eventos a Pernambuco. Entre os atrativos mais visitados, estão Boa Viagem, Olinda e Porto de Galinhas. Além disso, um dado reconfortante é que 99% dos entrevistados recomendariam o Estado como destino turístico”, analisa.


Foram aplicados questionários estruturados e padronizados em uma amostra de 1.574 com margem de erro de 2,5%. Entre os eventos pesquisados, estão o I Congresso Internacional de Desenvolvimento Humano, o 8º Congresso Internacional de Doenças Cardiovasculares, o Congresso Brasileiro de Biologia Marinha, o Congresso Internacional de Direito Constitucional, o Congresso Latino-Americano de Endocrinologia, a Feicon Nordeste, a Movexpo, o X Congresso Brasileiro de Terapias Cognitivas, o Congresso da Sociedade Brasileira de Computação e a Fenahall.

 Raquel Freitas, da Folha de Pernambuco

Nenhum comentário:

Postar um comentário