terça-feira, 1 de março de 2016

Governo do Estado investe R$ 3 milhões em pesquisas para combate ao vírus da Zika em Pernambuco

  • Sec Cie Tec Ino

    A Secretária de Ciência, Tecnologia e Inovação do Governo do Estado, Lúcia Melo, anunciou hoje (01/3), na abertura do Workshop ABCDE do Vírus Zika, promovido pela Fiocruz Pernambuco, no Centro Aggeu Magalhães, recursos na ordem de R$ 3 milhões para financiar pesquisas que visem o desenvolvimento de evidências científicas que permitam o diagnóstico rápido e eficaz do Vírus Zika. O edital é uma parceria com a Secretaria de Saúde do Estado.
    A seleção dessas pesquisas será realizada pela Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia do Estado de Pernambuco (Facepe) através de edital público, que já se encontra no site da Instituição. Os interessados têm 30 dias para inscrever os projetos. Serão contemplados estudos que visem o monitoramento, prevenção e minimização dos efeitos das doenças provocadas pelo mosquito Aedes Aegypt.
    Segundo a Lúcia Melo, a decisão de investir em pesquisa demonstra o compromisso do Governo do Estado no combate à epidemia e seus efeitos. “A Secti tem uma agenda política sobre o papel do conhecimento focado no desenvolvimento econômico e social. Este edital se insere dentro dessa agenda de valorizar o conhecimento sistematizado, com o objetivo de não incorrer em políticas públicas equivocadas", explicou.
    Serão permitidas propostas de até R$ 200 mil e execução em 18 meses. A intenção é que os primeiros trabalhos sejam aprovados já no mês de maio. Podem concorrer ideias novas ou projetos de pesquisas que já estão sendo desenvolvidos no estado. Para a Secretária Lúcia Melo, entretanto, será muito difícil aparecer, em 30 dias, uma pesquisa nova que tenha qualidade e seja viável. “O mérito da escolha será dado com base na qualidade da pesquisa, a partir de critérios definidos pela Facepe e avaliados por uma comissão científica”, disse.
    O edital está direcionado a grupos de pesquisa que estejam desenvolvendo atividades relacionadas ao estudo do vírus Zika dentro das seguintes áreas temáticas: (1) Análise da competência vetorial; (2) Estudos epidemiológicos; (3) Diagnóstico e validação; (4) Plataformas inteligentes para monitoramento e integração das informações.
    Acesso o edital no site da Facepe:
    http://www.facepe.br/facepe-lanca-edital-emergencial-ao-estudo-do-virus-zika/

Nenhum comentário:

Postar um comentário