quinta-feira, 24 de março de 2016

Jardim Botânico do Recife terá 31,1 hectares

Estruturas que serão erguidas vão representar investimentos que chegam a R$ 344 mil




Arthur de Souza/Folha de Pernambuco
Será possível criar novos espaços de convivência, loja de artesanato, cantina e até biblioteca

O Jardim Botânico do Recife, às margens da BR-232, no Curado, terá sua área ampliada em 26,4 hectares, passando de 10,7 ha para 31,1 ha - o equivalente a quase 32 campos de futebol. Esse espaço a mais pertence hoje a União e é administrado pela Fundação CDL Recife.
Agora, será gerido pela gestão municipal. Nessa nova área será implantada a Farmácia Viva, onde serão plantadas ervas medicinais para a produção de xaropes. Também serão inaugurados hoje 47 painéis solares, que vão suprir em até 40% a necessidade de energia elétrica do jardim. 
Obras de ampliação do prédio administrativo e da sede da Brigada Ambiental também es - tão inclusos na reforma estrutural do espaço. Já os visitantes agora passam a contar com um centro de convivência, loja de artesanato, cantina e uma biblioteca, situados próximos à entrada do jardim.
As novas estruturas representam um investimento total de R$ 344 mil. A secretária de Meio Ambien te e Sustentabilidade do Recife, Cida Pedrosa, adiantou que está requerendo à Secretaria
do Patrimônio da União a posse definitiva dos 26,4 ha para ampliar a preservação de espécies nativas da Mata Atlân tica.

“Vamos ampliar as áreas de convivência, como trilhas, implantar mais viveiros, por exemplo. Avançamos nessa primeira negociação. Foi um grande passo”, comemorou.
Segundo a secretária, os medicamentos fitoterápicos feitos a partir das ervas da Farmácia Viva deverão ser produzidos em um laboratório.
Esse espaço deverá ser montado onde funcionou a escola da Fundação CDL Recife. “Esses remédios serão distribuídos gratuitamente na rede de atenção básica do município”, disse.
A meta é que atendam às principais queixas da po pulação, como problemas res piratórios e gastrointestinais.

Estudos
Atualmente, com dez mil visitantes mensais, o Jardim Botânico passa a contar também com mais uma proteção para os estudos científicos desenvolvidos por lá. Mesmo ainda em fase de conclusão, será também inaugurada uma casa de vegetação com cobertura plástica (estufa).
Segundo o analista de desenvolvimento ambiental do JBR, Uilian Barbosa, o equipamento servirá de base para o viveiro. “É nessa estufa que as mudas estarão protegidas de fenômenos
naturais, como a própria chuva, que impeçam o desenvolvimento de espécies da coleção científica. É na casa (de vegetação) que elas ficarão até a fase inicial de germinação”, explicou.


Atrativos
O parque conta com trilhas ecológicas, jardins para orquídeas, jardim sensorial e um criador de abelhas nativas sem ferrão, além de expositores de cactos e bromélias. Três jardins foram criados para receber os visitantes, os de plantas medicinais, palmeiras e flores tropicais. 
Na página eletrônica (www.jardimbotanico.recife.pe.gov.br), o público fica por dentro do calendário de atividades ambientais, informações sobre oficinas, cursos e os links para baixar nos dispositivos móveis, os aplicativos já desenvolvidos pela Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade do Recife, à qual o Jardim Botânico é vinculado.
O Jardim Botânico é aberto de terça a domingo, das 9h às 15h30. A entrada é gratuita.  

Priscilla Costa, da Folha de Pernambuco

Nenhum comentário:

Postar um comentário