sábado, 5 de março de 2016

La Tratoria de Porto de Galinhas abre filial no Recife

Restaurante comandado pelo chef Felipe Barreto é especializado em culinária italiana: simples e deliciosa

Massa com camarão ao molho pesto no cardápio do La Tratoria / Ashley Mello/JC Imagem

Massa com camarão ao molho pesto no cardápio do La Tratoria

Ashley Mello/JC Imagem

Flávia de Gusmão

O La Tratoria Porto de Galinhas nasceu em 2007. Por essa época, no balneário mais famoso do Estado, o carioca-pernambucano Felipe Barreto já havia consolidado sua assinatura com o Munganga, seu primeiro restaurante, dedicado, sobretudo, aos frutos do mar e à chamada nova cozinha regional, com muitas frutas e elementos recorrentes à mesa pernambucana.

O Tratoria surgia, então, da necessidade de fazer algo diametralmente oposto. E também da verificação in loco de que, depois de uma superexposição às delícias inspiradas pelo oceano ali em frente, muita gente queria mesmo era retornar à boa e confortável culinária italiana, sem mistificações ou rebuscamentos desnecessários.

A fórmula deu supercerto e a Tratoria decolou como um foguete. O espaço diminuto, com no máximo 50 lugares, logo foi ocupado desde as primeiras horas do jantar, com filas se formando já à espera do segundo turno. Depois de algum tempo ventilando a possibilidade de transportar a cantina para a capital pernambucana, o chef Felipe Barreto finalmente decidiu-se à ação. Buscou uma casa que atendesse a seus critérios e encontrou-a em Boa Viagem, transformando-a na La Tratoria Recife, já em pleno funcionamento.

A filial é maior do que a que lhe deu origem, com cerca de 80 lugares. A ambientação segue a linha original, carregando nas cores da mensagem culinária mais preponderante do “País da Bota”: um patrimônio transmitido entre gerações, da nonna para a mamma. Verde, vermelho e branco que fazem pensar em molhos de tomate densos após cozimento longo, massas frescas ou secas de grano duro cozidas al dente e as onipresentes ervas que tornam tudo muito aromático.

Nas paredes, reforçando o aspecto afetivo-familiar, está o conjunto de memorabilia que o dono adquire ou recebe de presente dos clientes que, já sabendo do lado colecionista, fazem questão de colaborar. Pratos, bules, caixinhas, enfim, suvenires que, agrupados por gênero, transmitem a ideia de tempo retido.

Dentro desse cenário, o cardápio do La Tratoria Recife – que é rigorosamente igual ao de Porto – teria mesmo que ser conservador, no bom sentido. O passeio proposto por Felipe Barreto começa com o capítulo dedicado aos prazeres de beliscar antes do prato principal.

Panelinhas de ragu de linguiça ou com espinafre ao molho 4 queijos (R$ 19,90), provoleta, bruschetta, sardela e outros clássicos numa faixa de preço que começa por R$ 6,50 (as torradas com alho) e chega a R$ 24 com o carpaccio de carne.

Molhos e massas podem ser combinados ao gosto do freguês. Os primeiros dividem-se entre ragu de linguiça, bolonhesa, carbonara, pesto, funghi, mignon, sugo, quatro queijos e gorgonzola com castanhas e passas. No repertório de massas: espaguetini, penne e fettuccine. 


Um grande trunfo nesse menu é o linguine feito com abobrinha cortada em tiras, para quem não quer quebrar a dieta do glúten. Provei-o com o molho de funghi, que tem caldo de carne como base, e estava simplesmente impecável. As recheadas têm uma vedete, que é o ravióli de massa vermelha recheado com queijo do reino e coberto por manteiga de ervas e alho crocante (R$ 39).

Os risotos da casa têm uma peculiaridade, que deve ter nascido da demanda: são servidos com molho à parte. Assim, o Mediterrâneo (com abobrinha, tomates secos, cebola, mix de queijos, azeitonas e alho) vem com pesto; o Cajun (com cubos de frango, calabresa, tomate e páprica) é servido com o molho caseiro de tomate; o Truffato (iscas de filé e funghi com azeito trufado) recebe como complemento o molho de gorgonzola e o Scampi (camarões flambados em conhaque e damascos aromatizados com dill) se faz acompanhar por um molho cítrico. O preço varia entre R$ 37,90 e R$ 48,90.

O menu reserva, é claro, um capítulo para as receitas com frango e outro com camarões. Mas, vou pedir licença para ir direto ao assunto: os filés. A “pressa” é justificada pelo fato de que em poucos restaurantes da cidade você encontrará filé tão bom, tão alto, tão ao ponto certo e com preço tão justo quando no La Tratoria. Eles são, por assim dizer, um carro-chefe, sim.

La Tratoria Recife – Rua Carlos Pereira Falcão, Boa Viagem, fone: 3090-7878. Diariamente para jantar. Almoço: sexta a domingo


NE10

Nenhum comentário:

Postar um comentário