quinta-feira, 17 de março de 2016

No Twitter, série House of Cards ironiza situação política no País

Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

Durante a polêmica da divulgação dos grampos telefônicos envolvendo Dilma e Lula, e toda a sucessão de manifestações pelo País, na noite desta quarta-feira (16), a série americana House of Cards utilizou o seu perfil no Twitter (@HouseofCards) para ironizar os protestos que ocorrem no Brasil contra a presidente Dilma Rousseff e contra a nomeação do ex-presidente Lula como Ministro-Chefe da Casa Civil. O seriado do serviço de streaming Netflix conta a história do inescrupuloso político americano Frank Underwood, interpretado pelo ator Kevin Spacey, e suas manobras para chegar ao poder.

A ação da série House of Cards, que está na quarta temporada, na rede social gerou muitas curtidas e compartilhamentos. Até a Prefeitura do Recife (PCR) retuitou o post, mas em seguida o conteúdo foi deletado do perfil oficial da PCR (@prefrecife) no Twitter.

COMPARAÇÕES

Nesse sábado (12), o conturbado cenário político do Brasil chamou a atenção da imprensa internacional, que já faz até comparações com a ficção para tentar descrever a grave crise política vivida no País. O jornal alemão Die Zeit disse, em reportagem, que as intrigas políticas e investigações no Brasil estão melhores do que a série americana House of Cards. “Por estes dias, é difícil entender por que ainda há pessoas que se interessam por House of Cards. Elas não acompanham as notícias da política brasileira?”, questionou o jornalista Thomas Fischermann.

House of Cards é uma das série mais populares do Netflix. A produção executiva é de David Fincher, que foi diretor de sucessos como Clube da luta e Os homens que não amavam as mulheres.

Nenhum comentário:

Postar um comentário