terça-feira, 1 de março de 2016

Pernambuco, tudo em família : Filho de Silvio Costa ocupa Gerência Regional do Metrô do Recife

João Paulo Costa
João Paulo Costa é responsável pelo planejamento de transporte, pesquisas, integrações entre modais TI e orçamento da Superintendência de trens urbanos do Recife
Assim que o PP de Eduardo da Fonte, objeto de acusações em meio à Operação Lava Jato, perdeu o comando da Companhia Brasileira de Trens Urbanos, em Pernambuco, quem começou a dar as cartas na subsidiária da CBTU foi o PSC que tinha como líder o deputado federal Sílvio Costa, agora no PTdoB.
Cinco meses após a mudança, dois nomes benquistos de Silvio estão em cargos de chefia na estatal. Um deles é seu filho João Paulo Costa que, sem alarde, assumiu em outubro de 2015 o cargo de gerente de Patrimônio. Um mês depois, em novembro, João mudou de função e ocupa atualmente a cadeira de gerente regional de Planejamento da Companhia.
Clélio
Clélio Corrêia de Lima Neto (esq) se reuniu em setembro, para ser empossado como novo superintendente da CBTU Recife
Além de seu filho, Silvio Costa indicou ao ministro das Cidades, Gilberto Kassab, o nome do atual superintendente do Metrorec Recife, Clélio Correa de Lima Neto, que é procurador federal da Advocacia Geral da União.
João Paulo Costa foi presidente estadual do PEN em 2013 e nos bastidores a informação é que deve concorrer a vereador do Recife no pleito deste ano. Hoje, o rebento mais novo de Silvio Costa é responsável por todo o planejamento de transporte, pesquisas, integrações entre modais TI e orçamento de toda a Superintendência de trens urbanos do Recife.
Graduado em Gestão Pública, João Paulo é irmão mais novo o deputado estadual Silvio Costa Filho (PTB), possui carga horaria de 44 horas semanais, é cargo comissionado da Companhia e tem salário (bruto) em torno de R$ 11 mil, de acordo com o Portal da Transparência da própria CBTU.
Em família
paulo-camara-e-joao-campos
A nomeação de João é alvo de críticas, que questionam a “meritocracia” em Pernambuco.
Outra nomeação deu o que falar nas últimas semanas. O filho homem mais velho do ex-governador Eduardo Campos, João Campos, assumiu a chefia de gabinete do governador Paulo Câmara (PSB) e as críticas à nomeação dominaram as redes sociais, que questionam a “meritocracia” em Pernambuco.
O deputado Silvio Costa foi um dos que criticaram a nomeação. “A questão é que, de forma transparente, o ato deixa claro a influência descomunal da família do ex-governador sobre o Poder Executivo de Pernambuco. Lembro que, no processo de escolha, eu sempre disse que o PSB indicava Paulo Câmara para ser governado, e não ser o governador”, disse Silvio no dia 21 de fevereiro.
A primogênita do ex-governador, morto em um acidente aéreo, Maria Eduarda de Andrade Lima Campos, de 23 anos, também foi nomeada, mas para um cargo na Prefeitura do Recife, no início de fevereiro. Maria Eduarda atua como gerente de Zoneamento Especial do Instituto Pelópidas Silveira na gestão de Geraldo Julio (PSB).
Por Cássio Oliveira, repórter do Blog de Jamildo - JC

Nenhum comentário:

Postar um comentário