quinta-feira, 17 de março de 2016

Projeto da Vivo leva conexão e tablets para escola rural em Pernambuco

Unidade de Vitória de Santo Antão é a primeira do Nordeste a receber projeto promovido pela Vivo



Empresa de telefonia entregou 150 tablets para os alunos. Foto: Telefônica Vivo/ Divulgação
A Escola Municipal Manoel Domingos de Melo, em Vitória de Santo Antão, é a primeira unidade de ensino rural 100% digital no Nordeste. O colégio, que tem 140 alunos e fica na comunidade rural de Oiteiro, foi o segundo no país a receber o laboratório do Projeto Escolas Rurais, implantado através de uma parceria entre a telefônica Vivo, prefeitura e o C.E.S.A.R.


A empresa de telefonia equipou a unidade com uma conexão de 4G de 40 megabytes e entregou 150 tablets para os alunos e 20 notebooks para uso dos professores e grupos em sala de aula. Através do programa, os professores serão capacitados por especialistas do C.E.S.A.R, instituição que cria produtos, serviços e negócios com tecnologias da informação e comunicação. Ao longo do projeto também serão implementadas aulas de robóticas.

A escola servirá como um laboratório nacional para a fundação e o C.E.S.A.R, que vão monitorar os resultados alcançados e desenvolver novas plataformas educacionais.


A unidade foi beneficiada por causa do interesse de sete professores que concluíram todos os cursos oferecidos do projeto, na plataforma online. Ontem, o diretor-presidente da fundação, Américo Mattar, inaugurou o laboratório no Brasil, que ficará em funcionamento durante três anos, podendo ser renovado posteriormente.


Mãe de Kauan David, 9; Keila Manuela, 4; e Kauani Graziele, 8; a agricultora Daniele Ferreira, 24, chegou a chorar diante da chegada da nova oportunidade para os alunos. “Fico muito feliz em saber que eles agora vão desfrutar desses recursos. A cada dia eles levarão novidades para casa”, ressaltou. “Não quero faltar um dia de aula. Estou bem interessada em estudar com o tablet e participar das oficinas de robótica”, disse Kauani.

Com uma população de 111 mil habitantes, o município de Vitória de Santo Antão tem 67 escolas, sendo 41 rurais. Segundo Américo Mattar, dentre as unidades mapeadas pela Fundação a Manoel Domingos foi selecionada após a análise de quatro critérios fundamentais. “A localização em área rural, rede 4G disponível, número de alunos e disposição para inovar práticas pedagógicas. Em parceria entre a prefeitura, instalamos conexão de fibra ótica de alta velocidade e os alunos e professores receberam notebooks ou tablets”, disse.

Pioneirismo


O vice-presidente de Assuntos Corporativos Vivo, Gustavo Gachinero, citou o pioneirismo da velocidade da conexão no Nordeste, sobretudo na unidade escolar pública de ensino fundamental. “Há escolas conectadas com 2 mega, mas aqui são 40. Então, é um passo a frente à inovação”, frisou. O diretor da empresa parceira Qualcomm, Oren Pinsky, explicou como funciona esse serviço. “A gente está incrementando, com a ajuda da Vivo, uma rede de dados baseada na tecnologia celular operada pela telefônica, mas que fica dentro e fora a escola.”
O lançamento também teve a participação do presidente da Qualcomm, Rafael Steinhauser, do CEO do C.E.S.A.R Sérgio Cavalcanti, da coordenadora do Ministério das Comunicações, Eloá Fernandes, e do deputado estadual Joaquim Lira. 


Por: Max Felipe - Especial para o Diario

Nenhum comentário:

Postar um comentário