quarta-feira, 2 de março de 2016

Saúde: exames que toda mulher precisa fazer

Eles devem ser rotineiros, pois nem sempre o corpo vai dar sinais de que tem algo de errado acontecendo com ele

O Dia Internacional da Mulher (8 de março) foi criado para comemorar todas as conquistas realizadas por elas ao longo dos anos. Mas a data também serve para lembrar que mesmo com a correria da vida moderna elas não devem abrir mão dos cuidados com a saúde e os exames preventivos devem ser rotineiros, pois nem sempre o corpo vai dar sinais de que tem algo de errado acontecendo. Prova disso é o elevado número de doenças em estágio avançado que poderiam ser evitadas se as mulheres se submetessem a um check-up periódico.
O ginecologista Waldemy Carvalho, do Hospital Jayme da Fonte, alerta que exames periódicos podem tomar menos tempo do que se imagina e são fortes aliados da vida saudável quando somados a uma alimentação balanceada e a prática de exercícios físicos. “Para a qualidade de vida da mulher, exames ginecológicos adequados para cada idade são fundamentais”, afirma o ginecologista. O médico ainda explica que os maiores índices de doenças que atingem as mulheres provêm do sistema reprodutor e, por isso, o check-up deve fazer parte da rotina de toda mulher depois da primeira menstruação.
Abaixo, Dr. Waldemy lista alguns exames importantes:
Papanicolau – É um exame que analisa células retiradas do colo do útero, identificando se existem células cancerígenas antes da formação do câncer. Ele deve ser feito anualmente por mulheres que têm vida sexual ativa ou mais de 20 anos.
Colposcopia – É feita através do colposcópio, aparelho que aumenta a imagem várias vezes dando detalhes de lesões no colo uterino, como aceto-brancas, cervicites, mosaico, displasias do colo uterino e até mesmo suspeita de hpv, que podem levar ao câncer de colo uterino. Deve ser feito anualmente, durante três anos consecutivos, depois a critério do médico.
Mamografia e USG – São exames de avaliação das mamas. Com eles é possível diferenciar cistos mamários de tumores sólidos e até mesmo do câncer de mama. A USG o médico pode solicitá-la em qualquer idade e já a mamografia todas as mulheres com mais de 35 anos devem realizar o exame uma vez por ano. Mulheres com histórico familiar de câncer, que menstruaram cedo ou engravidaram depois dos 30 anos, devem ficar ainda mais atentas.
Ultrassom Transvaginal – Identifica cistos no ovário, mioma e tumores, prevenindo o câncer de endométrio e ovário. É um exame simples feito através de um transdutor que é introduzido na vagina e deve ser feito a partir dos 40 anos.
Desintometria Óssea – Ele mede a densidade dos ossos e, assim, identifica a osteoporose. O exame deve ser feito anualmente por mulheres após os 50 anos ou em caso de antecedentes familiares de osteroporose.
Videolaparoscopia diagnóstica – Este exame é solicitado em casos de dores pélvicas frequentes onde possa existir a suspeita de endometriose. Ele pode ser feito por mulheres de todas as idades.
Histeroscopia - É a visualização interna do útero através do histeroscópio. O exame é solicitado pelo médico em casos de sangramentos vaginais ou de espessamento da cavidade uterina. Ele também pode ser feito em qualquer idade dependendo do quadro clínico da paciente.
O médico ainda fala sobre outros tipos de exame que serão solicitados de acordo com a necessidade de cada mulher. “Uma bateria de exames preventivos pode ser realizada em apenas uma manhã, sendo capaz de detectar precocemente diversas doenças assintomáticas. Mesmo os adolescentes deveriam reservar um tempo na agenda para ir ao médico”, conclui o ginecologista.
SERVIÇO: 
Hospital Jayme da Fonte 
www.jaymedafonte.com.br 
Endereço: Rua das Pernambucanas, 167, Graças. Fone: (81) 3416.000

Nenhum comentário:

Postar um comentário