segunda-feira, 21 de março de 2016

Web gourmet - Pernambuco, pólo no ensino de gastronomia

Por Eduardo Gazal


Negócio gastronômico é o foco do curso de gastronomia da Faculdade dos Guararapes (FG) / Foto: Eduardo Gazal Negócio gastronômico é o foco do curso de gastronomia da Faculdade dos Guararapes (FG) Foto: Eduardo Gazal

A Web Gourmet ganha outros ares. Deixa um pouco a gastronomia prática, com webvídeos de receitas, para se arriscar no estudo da gastronomia. Na teoria, na análise do cozinhar.

Começamos com uma nova série sobre o mercado de faculdades destinado ao ensino da gastronomia. A Região Metropolitana do Recife abriga dez instituições de ensino superior (oito em Recife e duas em Jaboatão dos Guararapes) destinadas à formação de tecnólogos e especialistas em gastronomia. Em Caruaru, no Agreste do Estado, temos mais duas.

Podemos, então, considerar o Estado de Pernambuco como pólo de estudos gastronômicos quando totalizamos a soma das duas regiões. Não arrisco estabelecer um ranking nacional, mas aos interessados, o MEC (Ministério da Educação e Cultura) oferece no site do e­MEC a lista completa das faculdades em todo o Brasil.

É possível fazer a pesquisa por Estados da federação e, a seguir, por cidades. Acesse.



Para avaliar a importância deste mercado educacional, fomos até as faculdades e pesquisamos informações para auxiliar os jovens que se interessam pelo Curso Superior de Gastronomia.

Profissionais das mais variadas áreas, que desejam agregar conhecimentos específicos em relação à gastronomia, também podem ingressar no ambiente acadêmico através de cursos de pós-­graduação. Basta ser portador de diplomação em nível superior.

A capacitação profissional, cada dia mais importante na busca por oportunidades no mercado de trabalho, ganha um novo aliado: o empreendedorismo, atividade que cresce entre os interessados nos estudos da gastronomia.

"Em nossa instituição, os alunos elaboram um Plano de Negócios como obra de conclusão do curso" relata Sandra Marinho, coordenadora do curso superior de gastronomia da Faculdade Senac. A profissional ressalta o interesse pela carreira: no primeiro semestre de 2016, existem quatorze turmas ativas frequentando as aulas nos períodos da manhã, tarde e noite.

Segundo Ângela Nankram, coordenadora acadêmica da Faculdade dos Guararapes (FG), o objetivo do curso é formar profissionais em gastronomia, com competências e habilidades para a gestão do negócio gastronômico. "Prestar consultorias, desenvolver habilidades técnicas, produzir preparações das cozinhas em geral e planejar cardápios e eventos são atribuições que os alunos devem assimilar para implementar em suas carreiras profissionais no futuro", afirma.

Mas existem cursos para todas as necessidades. Alguns exemplos: Curso Superior de Hotelaria com enfase em Gastronomia e Curso de Bacharelado em Gastronomia, só para citar mais dois casos.

No próximo capítulo desta série iremos abordar o perfil dos alunos, publicaremos os endereços eletrônicos das instituições de ensino e mostraremos alguns cursos de pós-­graduação.
Foto: Eduardo Gazal

Como sempre temos um vídeo em nossa coluna, desta vez fomos presenteados com um grande depoimento. Fizemos um webvídeo com Claudemir Barros, chef de cozinha do Wiella Bistrô, que depois do sucesso com a gastronomia prática, voltou aos estudos e hoje desenvolve um trabalho de pesquisa e resgate da culinária pernambucana.

Nas diversas palestras que ministra, Claudemir leva experimentos gastronômicos resultantes de suas viagens e pesquisas. Confiram o recado todo especial que ela passa aos estudantes, profissionais da gastronomia e amantes da culinária. Claudemir fala também sobre valorização de ingredientes regionais, glamourização da culinária e aborda outros temas. Aproveitem!

NE10

Nenhum comentário:

Postar um comentário