sexta-feira, 8 de abril de 2016

A Azul vai oferecer um voo direto entre o Parnaíba e o Recife

O novo serviço vai funcionar a partir do dia 04 de junho

A rota Recife-Parnaíba vai aproximar os recifenses de de destinos turísticos como o Delta do Parnaíba, a praia de Jericoacoara (foto) e os Lençóis Maranhenses. / Alexandre Gondim/JC Imagem

A rota Recife-Parnaíba vai aproximar os recifenses de de destinos turísticos como o Delta do Parnaíba, a praia de Jericoacoara (foto) e os Lençóis Maranhenses.

Alexandre Gondim/JC Imagem

A Azul Linhas Aéreas Brasileiras retomará voos diretos entre o Parnaíba (PI) e o Recife semanalmente a partir de 4 de junho – aos sábados –. A aeronave que fará o trajeto é o jato Embraer 195, equipado com 118 assentos e mais de 40 canais de TV SKY ao vivo disponíveis. 

A empresa já deu entrada no pedido do voo na Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). O serviço é uma opção para chegar mais perto de pelo menos três destinos turísticos: o Delta do Parnaíba, Jericoacoara (no Ceará) e os Lençóis Maranhenses, no Maranhão. A Azul está aumentando os voos entre o Recife e outros destinos.


“Estamos retomando as operações em Parnaíba de forma a inserir a região definitivamente no mapa turístico do Brasil. Clientes de todo o País poderão usufruir do fantástico Delta e incrível beleza da região. 

Confiamos que a iniciativa terá enorme efeito para o turismo e negócios locais, e mesmo para os destinos vizinhos de Lençóis Maranhenses e Jericoacara no Ceará, que, junto com Parnaíba, fazem parte da Rota das Emoções”, destaca o diretor de Planejamento e Alianças da Azul, Marcelo Bento.


Com a ligação para o Recife, Clientes de todas as regiões do país podem chegar a Parnaíba – recentemente, a Azul anunciou voos para 12 novas cidades com saída da capital pernambucana, que entram em vigor até abril. 

Será possível encontrar ligações para Parnaíba para quem parte de 32 cidades, como Fortaleza, Maceió, Aracaju, Salvador, Teresina, Juazeiro do Norte, Fernando de Noronha, São Paulo (Campinas e Guarulhos), Belo Horizonte (Confins) e Brasília. O inverso também ocorre, com a cidade do interior do Piauí conectada a todo o Brasil.

JC Economia

Nenhum comentário:

Postar um comentário