sábado, 2 de abril de 2016

A campanha contra Temer começou

O ex-tucano Alvaro Dias lançou, nesta sexta-feira (1º/4), uma campanha para que o vice-presidente da República, Michel Temer, deixe o posto. Recém-filiado ao PV, partido que promete alçá-lo candidato à Presidência em 2018, o senador registrou, nas redes sociais, o "Renuncia, Temer!". 

O senador faz coro ao tom adotado por apoiadores da presidente Dilma Rousseff nas redes sociais. Argumenta que, como o PMDB decidiu deixar o governo, o vice-presidente também deveria abandonar a Vice-Presidência.

-- O PMDB decidiu deixar o governo. Todos foram intimados a entregar seus cargos. E o cargo mais importante do partido, o de vice-presidente? Temer não vai entregar? Assim fica consagrado o maior espetáculo de traição, covardia e oportunismo político de nossa história. Na antevéspera do impeachment da Presidente, o sócio majoritário da massa falida simula retirada na esperança de, em seguida, abocanhar tudo -- registra o senador.

Na sequência, ele ainda diz que, ao assumir o governo, Temer receberá o Prêmio Oscar da indignidade política. Diz que "o caminho da mudança é o voto" e pede, aos que concordam, que compartilhem o texto.

O discurso de Dias é diferente do adotado por seu ex-partido. Os tucanos não têm atacado o vice-presidente. O presidente do PSDB, Aécio Neves, abandonou a palavra de ordem "Eleições Já". Nos bastidores, ele negocia um novo governo com Temer.(Amanda Almeida)

Ilimar Franco - O Globo

Nenhum comentário:

Postar um comentário