quinta-feira, 14 de abril de 2016

Abiplast lança cartilha de reciclabilidade de materiais plásticos pós-consumo

transformacao_tabela02

A Associação Brasileira da Indústria do Plástico (Abiplast) e a Câmara Nacional dos Recicladores de Materiais Plásticos (CNRMP), lançam durante o workshop de reciclabilidade, nesta sexta-feira, em São Paulo, a “Cartilha de Reciclabilidade de Materiais Plásticos Pós-consumo. O documento objetiva criar sinergia entre a indústria de transformados plásticos e seus usuários tendo em vista que 34,5% do consumo aparente de materiais plásticos é destinado às embalagens pós-consumo.

Atualmente, o Brasil recicla o equivalente a 24% dos materiais descartados. Considerando que existe uma necessidade prevista na Lei 12.305/2010 de Política Nacional de Resíduos Sólidos, em aumentar os índices de reciclagem das embalagens e, também prevista a responsabilidade compartilhada da cadeia.

A cartilha foi idealizada com o intuito de criar uma visão convergente sobre o ecodesign, compatibilização de materiais plásticos e uso de aditivos que contribuam para o aumento dos índices de reciclagem de embalagem pós-consumo. O material será destinado às indústrias usuárias das embalagens, como as de alimentos e bebidas e produtos de limpeza, dentre outras.

A “Cartilha de Reciclabilidade de Materiais Plásticos Pós-consumo”, será lançada na sexta-feira (15), durante o workshop de reciclabilidade, que contará com a presença da Associação Brasileira de Embalagem (Abre), do Compromisso Empresarial para Reciclagem (Cempre) e do Centro de Tecnologia de Embalagem (Cetea), apresentando suas respectivas visões sobre ecodesign e reciclabilidade, ressaltando as possibilidades, ações e práticas para o desenvolvimento de embalagens sustentáveis.

Segundo o presidente da Abiplast, José Ricardo Roriz Coelho, a iniciativa visa auxiliar os diversos elos da cadeia na adequação de seus processos e produtos aos modelos contemporâneos sustentáveis
“Acreditamos que a presente publicação possa contribuir com as indústrias usuárias de embalagens plásticas, com as de transformação e com as recicladoras, para que os produtos desenvolvidos e os consequentes resíduos plásticos gerados estejam de acordo com os atuais conceitos de sustentabilidade” – afirma.

A Cartilha de Reciclabilidade será distribuída nas indústrias de transformação de plástico do Brasil, também nas empresas de reciclagem, sindicatos estaduais, indústrias usuárias de embalagens plásticas e suas respectivas associações de classe.

O objetivo é promover ampla conscientização da cadeia produtiva quanto à concepção de embalagens que sejam passíveis de aumento nos índices de aproveitamento para a reciclagem, com foco na sustentabilidade.

A Cartilha de Reciclabilidade será distribuída nas indústrias de transformação de plástico do Brasil, também nas empresas de reciclagem, sindicatos estaduais, indústrias usuárias de embalagens plásticas e suas respectivas associações de classe.

O objetivo é promover ampla conscientização da cadeia produtiva quanto à concepção de embalagens que sejam passíveis de aumento nos índices de aproveitamento para a reciclagem, com foco na sustentabilidade.

transformacao_tabela

Nenhum comentário:

Postar um comentário