segunda-feira, 25 de abril de 2016

Atos de vandalismo de torcedores danificam 3 trens do metrô do Recife

Dois deles já foram recuperados e colocados novamente em circulação.
Ausência do 3º trem representa 12 mil lugares a menos em horários de pico.

Trem do metrô do Recife passa por reparos após atos de vandalismo (Foto: Metrorec/Divulgação)

Trem do metrô do Recife passa por reparos após
atos de vandalismo (Foto: Metrorec/Divulgação)

Atos de vandalismo registrados no último domingo (24), após o clássico entre Náutico e Santa Cruz pelas semifinais do Campeonato Pernambucano, na Arena Pernambuco, deixou saldo de três trens depredados na linha Centro do Metrô. Dos três veículos, dois foram recuperados ainda ontem, mas um deles precisará ficar fora de operação por aproximadamente uma semana, complicando ainda mais o já saturado sistema de tranporte coletivo da cidade.

O reflexo da ações das torcidas já pôde ser sentido na manhã desta segunda-feira (25). Com um trem a menos, seis viagens deixaram de ser realizadas o que, segundo cálculos do Metrorec, representa 12 mil lugares a menos no horário de pico, que vai das 5h30 às 8h30.

Segundo o gerente de comunicação da Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU) no Recife, Salvino Gomes, o reparo deverá custar algo em torno de R$ 30 mil. "Foram dois vidros e um parabrisa que já havia sido danificado por torcedores em outra oportunidade. 

Com isso, o trem vai ficar fora de operação, o que representará vagões mais cheios e prejuízo para a população", explicou. Com a expectativa de sete dias para solucionar o problema, o metrô deve oferecer 84 mil vagas a menos em horários de pico nesse período.

A permanência da Polícia Militar (PM) afirmou que não registrou queixas relativas a depredações após o jogo entre Náutico e Santa Cruz. Informou, no entanto, que atendeu uma ocorrência de uma suposta pessoa armada na estação Coqueiral após a partida. Uma equipe foi enviada ao local, mas após buscas ninguém foi encontrado.

Do G1 PE

Nenhum comentário:

Postar um comentário