terça-feira, 5 de abril de 2016

Casa Amarela recebe Biblioteca Popular totalmente requalificada

img_alt

A Biblioteca Popular de Casa Amarela Jornalista Alcides Lopes vai funcionar, inicialmente, de segunda à sexta, das 9h às 17h. (Foto: Andréa Rêgo Barros/PCR)


Na noite desta segunda (4), o prefeito Geraldo Julio visitou o bairro para entregar o equipamento, que agora disponibiliza um acervo de 11 mil livros para a população

Com o objetivo de promover uma dinâmica de conhecimento e cidadania para a cidade, a Prefeitura do Recife requalificou toda a estrutura da Biblioteca Popular de Casa Amarela Jornalista Alcides Lopes, que foi entregue à população na noite desta segunda-feira (5), pelo prefeito Geraldo Julio. O equipamento recebeu um investimento de R$ 600 mil reais e agora vai contar com um acervo de 11 mil livros, e vai atuar de forma mais próxima às escolas municipais e estaduais do entorno, para que toda a grade pedagógica conte com esse suporte de informação e pesquisa.


A nova estrutura da Biblioteca Popular de Casa Amarela agora é climatizada, já que ganhou sistema de ar-condicionado novo, e também conta com um auditório com 30 lugares, guarda volumes, espaço infantil e sete computadores conectados à internet. O espaço ainda tem wifi, através do projeto Conecta Recife da Prefeitura do Recife, que fornece internet de graça em áreas públicas.
O equipamento recebeu um investimento de R$ 600 mil reais e agora vai contar com um acervo de 11 mil livros
“É uma alegria estar entregando este patrimônio de Casa Amarela, que funciona desde 1949, e está agora totalmente revitalizada e preparada para receber os jovens, as crianças, enfim, todos os moradores para fazer várias atividades aqui. Temos aqui um auditório, que vai promover várias ações, e tudo com o objetivo de promover vida, gerar convivência, atraindo as pessoas para a leitura e para a informação”, declarou o prefeito Geraldo Julio.

A unidade que foi entregue pelo gestor faz parte da Rede de Biblioteca pela Paz, que tem como objetivo aproximar os jovens que perderam interesse por esses espaços e estabelecer programações, ou seja, torná-los atrativos nas comunidades nas quais pertencem. Além da Biblioteca Popular de Casa Amarela, fazem parte da rede as Bibliotecas Afrânio Godoy, do Compaz do Alto Santa Terezinha, e a Popular de Afogados, que será entregue no final do mês.

De acordo com o Secretário de Segurança Urbana, o novo espaço servirá não só como incentivador da leitura, mas também promotor da cultura de paz no bairro: “Há uma comprovação de que em vários lugares do mundo, os espaços de convivência cidadã, notadamente as bibliotecas, são muito importantes para a transformação, para dar mais dignidade às pessoas, promovendo mais cidadania, incentivando também a cultura de paz. Esse equipamento é um orgulho para nós e tenho certeza que será um espaço muito bem utilizado pelos moradores”, afirmou.

Com uma aquisição de 4 mil novos livros, a Biblioteca Popular de Casa Amarela agora vai contar com um acervo de 11 mil livros, entre eles livros de autores pernambucanos, junto com exemplares de outras áreas de conhecimento, a exemplo de livros e vídeos aulas para concursos públicos. O espaço também vai oferecer contação de histórias, apresentações teatrais, oficinas de arte e desenho, além de visitas guiadas para as escolas vizinhas, e vai disponibilizar edições dos jornais locais.

O estudante Cláudio Viana, de 14 anos, é um dos jovens que vai usufruir do espaço, e falou com animação da reforma. “Ficou tudo muito lindo e mais adequado para a gente poder vir aqui estudar. Esse é um lugar que eu gosto muito de frequentar, porque tem sempre alguma coisa interessante e nova para ler. Não vejo a hora de ver também as outras atividades fazendo este ser um lugar ainda mais cheio de gente”, afirmou o jovem.

A Biblioteca Popular de Casa Amarela Jornalista Alcides Lopes vai funcionar, inicialmente, de segunda à sexta, das 9h às 17h. Em breve também funcionará aos sábados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário