sexta-feira, 8 de abril de 2016

Engorda - Orla de Piedade terá arrecife artificial

O equipamento irá barrar a fuga de areia nas imediações do Hotel Golden Beach. O trecho já havia sido beneficiado com a engorda da areia




Três anos após o processo de engorda da orla de Jaboatão dos Guararapes, o município terá que realizar uma nova etapa da obra. Orçada em R$ 1 milhão, a intervenção pretende corrigir uma abertura do arrecife nas imediações do Hotel Golden Beach, em Piedade, que está provocando a fuga de areia nesse trecho da orla. Serão utilizados 500 metros cúbicos de rochas para construir um arrecife artificial com extensão de 110 metros, unindo duas faixas de arrecifes naturais para barrar a perda de areia.

De acordo com o secretário de Obras de Jaboatão, Roberto Rocha, a parte central do arrecife natural de Piedade sofreu um corte para a realização de uma construção há cerca de 350 anos, deixando uma abertura de 110 metros no arrecife. A correnteza que avança por esta abertura é responsável pela grande perda de areia mesmo após a engorda. “A correnteza passa por essa falha e escava mais areia do que aterra. Recompondo essa parte do arrecife, a situação será estabilizada”, afirma o secretário. Ele disse ainda que o arrecife artificial terá a mesma altura e proporção do arrecife natural e será capaz de abrigar povoações de corais.

A falha foi detectada durante o período de monitoramento realizado após a conclusão do serviço, em outubro de 2013. A licitação foi aberta na última terça-feira e, de acordo com o secretário de Obras, Roberto Rocha, a obra começará entre junho e julho, devendo ser finalizada dentro de 5 meses.
A engorda da praia de Jaboatão teve início em janeiro de 2013, e foram concluídas em outubro do mesmo ano. Com o intuito de recuperar a orla das praias de Piedade e Candeias, e garantir a preservação ecológica da área de desova de tartarugas, foram recuperados 5,8 quilômetros de praia, com faixas de areia de 30 a 40 metros. Para isso, foram utilizados 1,2 milhão de metros cúbicos de areia – o equivalente a 100 mil caminhões-caçamba. A draga, equipamento utilizado no processo, retirou areia do fundo do mar, na praia de Pedra do Xaréu, no município do Cabo de Santo Agostinho e levou para a praia de Piedade. A obra foi custeada pelo Ministério da Integração Nacional e do município e custou R$ 36 milhões.

O advogado Enderson Barradas, 60 anos, é morador de Piedade há 18 anos e testemunhou a melhoria da praia após a engorda. “Ninguém conseguia vir à praia antes. Só tinha pedras. O trabalho feito aqui trouxe mais qualidade de vida para os banhistas e moradores, mas é preciso manutenção permanente”, afirmou o advogado.

Linha do tempo:
2008 foi concluído o estudo do MAI para os municípios litorâneos de Recife, Jaboatão dos Guararapes, Olinda e Paulista

010, a empresa americana Coastal Planning & Engineering venceu a licitação do governo do estado para o projeto dos quatro municípios

2013, tiveram início as obras em Jaboatão, nas praias de Piedade, Candeias e Barra de Jangada; e em Paulista, nas orlas de Pau Amarelo e do Janga

2015 foram feitas obras emergenciais em Paulista com o sistema de bagwall
n 2016 está prevista a licitação da engorda da Praia de Boa Viagem

2016 prevista a construção de um arrecife artificial na orla de Piedade

Nenhum comentário:

Postar um comentário