sexta-feira, 22 de abril de 2016

Ganhe o Mundo Musical seleciona primeiro grupo de estudantes pernambucanos para o Canadá

Foto: Aluisio Moreira/Sei

Foto: Aluisio Moreira/Sei

Os dez primeiros alunos selecionados pelo Programa Ganhe o Mundo (PGM) Musical foram recebidos pelo governador Paulo Câmara, nesta quarta-feira (20), no Palácio do Campo das Princesas. Os jovens músicos, com idades entre 15 e 17 anos, vão passar um semestre no Canadá com as despesas pagas pelo Governo do Estado. 

A expectativa para o embarque, que acontece em agosto, e a chance de desenvolver ainda mais as suas habilidades musicais em um outro país foram destacadas pelos estudantes no encontro com o gestor estadual. Além das aulas de música e canto, eles terão aulas regulares como acontece na modalidade tradicional do intercâmbio.

“Eles vão ter a oportunidade de aprimorar suas habilidades musicais e alcançar os seus sonhos. É isso que nós queremos para a nossa juventude. Ele têm que aprender logo cedo que com mérito e estudo é possível avançar mais”, disse o governador.

O governador explicou que o Ganhe o Mundo Musical surgiu em resposta à demanda existente na rede estadual. “O Conservatório Pernambucano de Música tem recebido essa pedido de seus alunos, além disso temos bandas musicais em nossas escolas públicas e muita gente participa de corais”, ressaltou.

Essa modalidade do Programa Ganhe o Mundo foi lançada em dezembro do ano passado e contou com mais de 100 inscritos. Os estudantes foram submetidos a três etapas na seleção: atender aos critérios gerais do PGM, análise da gravação de um vídeo de até três minutos (formato AVI ou MP4) e postado no site YouTube (youtube.com), e uma avaliação escrita com dez questões sobre pentagrama, notação musical, claves, compassos e alterações. 

Nesta fase, 40 candidatos participaram de uma audição, com a execução de uma peça de livre escolha. Todo o processo foi realizado em parceria com o Conservatório Pernambucano de Música (CPM) e o resultado foi divulgado em 12 de fevereiro deste ano.

No Canadá, os alunos irão passar um semestre letivo custeados pelo Governo do Estado. Além disso, eles também vão receber uma bolsa mensal no valor de R$ 719,00. Para o secretário de Educação, Frederico Amâncio, o incentivo é bom para o aluno, que amplia suas habilidades, e para o Estado, que forma cidadãos com um amplo conhecimento do mundo. 

“Esse primeiro grupo será o nosso piloto. Após essa experiência, vamos avaliar uma possível ampliação e os devidos ajustes na modalidade”, afirmou Amâncio, reiterando que os jovens vão servir de inspiração para os demais e também fora da comunidade escolar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário