quarta-feira, 27 de abril de 2016

Grapette inova com visual retrô e pretende explorar volta ao sabor da infância

Gestora de marcas de marcas de bebidas LovBev, que administra o refrigerante no Rio de Janeiro, informou que o Grapette recebeu R$ 1 milhão em investimentos



Estratégia inicial é reconquistar antigos consumidores com o Grapette Classic, nas versões tradicional e zero, em pet de 290ml e 2 litros. Foto: LovBev/Divulgação

“Quem bebe Grapette repete”. Lembra desse slogan? Ficou famoso e era a marca registrada do clássico refrigerante sabor uva, muito popular nos anos 60 e 70 no Brasil, mas nunca deixou de ser produzido, embora era encontrado em poucos lugares do país a partir dos anos 80. A companhia que é detentora da marca está envolvida em novos projetos e quer aproveitar o saudosismo do refrigerante para crescer.

Em uma matéria publicada na edição online de hoje do portal Folha/UOL, a gestora de marcas de bebidas LovBev, que administra a marca no estado do Rio de Janeiro desde o ano passado, informou que o Grapette recebeu R$ 1 milhão em investimentos, incluindo modernização das embalagens e desenvolvimento de uma nova identidade visual. Por enquanto, as mudanças, incluindo a embalagem, valem só para o Rio de Janeiro, mas há possibilidade de chegar ao restante do país, declarou Cláudio Rodrigues Filho, CEO da LovBev, em entrevista ao portal. “Mantivemos o mesmo logotipo e formato retorcido da garrafa, pois queremos aproveitar a nostalgia que o produto causa nas pessoas”, pontuou.

O refrigerante norte-americano chegou ao Brasil na década de 1940, trazido pela Companhia de Refrigerantes Guanabara. Hoje é fabricado pela Grapette do Brasil com a LovBev responsável pela gestão da marca no Rio. A estratégia inicial, segundo Rodrigues, é reconquistar antigos consumidores com o Grapette Classic, nas versões tradicional e zero, em pet de 290ml e 2 litros. Até o fim do primeiro semestre deste ano, a LovBev prevê lançar o Grapette em lata, uma aposta para entrar em áreas mais nobres, como a zona sul da cidade. “Hoje, estamos presentes em 40 mil pontos de venda em todo o estado. Queremos ampliar esses números em pelo menos 50%”, declarou o CEO.

Sucos

De olho na segunda geração de consumidores, com forte apelo de consumo mais saudável, a empresa criou subdivisões do Grapette e pretende entrar no mercado de naturais, investindo em sucos integrais e néctar de uva e berries. Este ponto foi reforçado pelo CEO na entrevista ao Folha/UOL. “Precisamos seduzi-los com um novo discurso. Mantendo a marca e todos os seus pontos positivos, mas, a longo prazo, criando uma renovação da nossa base de clientes”, afirmou Rodrigues.

Conheça um pouco da história da Grapette:

- A fórmula do Grapette foi elaborada em 1930 pelo químico norte-americano Benjamin Tyndle Fooks, que elaborou um refrigerante gasoso com sabor de uva

- O refrigerante Grapette foi lançado no Brasil em 1948 pela então companhia de Refrigerantes Guanabara, tornando-se o primeiro refrigerante com sabor de uva do país

- Um magnata do petróleo adquire o direito de comercializar o Grapette fora dos Estados Unidos, em 1942. Neste ano, a América Latina começa a conhecer o refrigerante de uva

- É construída uma fábrica em Santo Ângelo, no Rio Grande do Sul, que passa a fabricar o refrigerante Grapette e laranjinha, em 1953. Posteriormente, a fábrica descontinuou a produção, dando lugar à Fanta Uva e Laranja. A empresa Dore passa a fabricar e distribuir o refrigerante em João Pessoa, Natal e no interior dos dois estados

- O grupo Anderson Clayton & Co fundam a GRAPETTE S/A, em São Paulo, em 1961

- O slogan “Quem bebe Grapette repete” começa a ser veiculado no país, em 1963. A fábrica em Santo Ângelo, no Rio Grande do Sul deixa de fabricar o Grapette, dando lugar à Fanta Uva e Laranja

- A Companhia Grapette é vendida em 1970

- A empresa Saborama Sabores e Concentrados Ltda passa a ser detentora da marca e formulação do refrigerante em todo o território nacional, em 1973

- A banda Blitz, em 1983, lança a música “Betty Frígida”, sucesso na época e que faz referência ao refrigerante: (Hey Betty! Vamos tomar um Grapette?)

- A empresa de refrigerantes Pakera compra 50% da marca no país, em 1989

- O cartaz "Canudo", criado pela Artplan para Refrigerantes Pakera / Grapette Diet, ganha o prêmio bronze no “IV Prêmio Promoção Rio”, em 1998

- Em São Paulo, o mesmo cartaz do Grapette Diet ganha o prêmio “Anuário de Criação de São Paulo, em 1999

- Em 2008, a empresa Riogran consegue exclusividade para revender no estado do Rio Grande do Sul, Paraná e Santa Catarina o Grapette

- Em Minas Gerais, a Cia Del Rey de refrigerantes começa a produzir o refrigerante Grapette em duas versões (Tradicional e Zero), em 2013

- Em Rondônia, a Dydyo Refrigerantes começa a produzir o refrigerante Grapette em sua versão uva e sua versão uva verde, em 2015

- No Brasil, o refrigerante é comercializado nas seguintes variantes: Grapette uva, Grapette uva light, Grapette framboesa, Grapette framboesa diet e Grapette uva verde

Nenhum comentário:

Postar um comentário