quinta-feira, 14 de abril de 2016

NASA vai começar a testar espécie de habitat espacial inflável na Estação Espacial Internacional


Há alguns anos, a NASA anunciou um projeto de uma espécie de cápsula que seria presa à Estação Espacial Internacional em fase de testes para expandir a sua capacidade – além de adicionar um espaço para cultivo de plantas.

A cápsula inflável em questão se chama BEAM (sigla em inglês para Módulo de Atividade Expansível Bigelow), desenvolvida pela empresa espacial privada Bigelow. Com 4 metros de largura por 3 metros de comprimento quando está completamente inflado, ela é alimentada por um suprimento de nitrogênio e oxigênio comprimidos que também formam uma atmosfera interna.

O mais importante é que ela só pesa 1.300 kg e pode ser dobrada como um colchão de ar para transporte com facilidade até o espaço. E, se os testes a serem feitos pelos próximos dois anos forem bem sucedidos, o BEAM pode fornecer uma solução simples e rápida de expansão para a ISS – ela tem espaço para seis astronautas.

No próximo sábado (16), a cápsula inflável será testada no espaço e ligada ao módulo Tranquility, da ISS — ela chegou ao espaço no último final de semana, transportada pela Falcon, da SpaceX. O objetivo é testar como tecnologias de habitats expansíveis se saem no espaço. A ideia da Bigelow é usar o conhecimento adquirido com o BEAM para criar versões maiores do habitat no futuro.

beam_habitat-inflavel
Crédito: Divulgação

Habitats expansíveis foram desenvolvidos para ocupar menos espaço dentro do foguete, e fornecer um grande volume — o suficiente para trabalhar e conviver com outros membros da tripulação. Após o teste, a BEAM será desprendida da ISS e se queimará quando atingir a atmosfera da Terra.

[NASA via The Verge]
Imagem: conceito artístico do módulo BEAM ligado à ISS. Crédito: Bigelow Aerospace
Gizmodo

Nenhum comentário:

Postar um comentário