quinta-feira, 28 de abril de 2016

Pernambuco é eleito o 4º melhor estado da América do Sul na estratégia de atração de investimentos

  • suape

    Pernambuco foi eleito pela revista inglesa FDI Magazine, do grupo Financial Times, como o quarto melhor estado no estímulo ao investimento estrangeiro direto. O levantamento “South American States of the Future 2016/17” avaliou 28 localidades da América do Sul, na categoria “Escolha do Editor”, em que o estado pernambucano ficou atrás apenas do Paraná, de Bogotá (Colômbia) e de São Paulo. Nesta classificação, a publicação considerou as estratégias na promoção dos estados para atrair grupos estrangeiros.
    Além desta quarta colocação, Pernambuco ficou em quinto lugar na subcategoria “Eficácia de Custo”, uma das cinco que compõem o ranking principal, no qual São Paulo foi o vencedor em meio a 133 estados analisados. Na subcategoria, foram observados aspectos como custos de construção, combustível, energia e hospedagem, além da média salarial e impostos. À frente de Pernambuco ficaram Guayas (Equador), Lima (Peru), Maranhão e Goiás.
    “Essa confirmação do trabalho que estamos fazendo em Pernambuco, por meio do estudo do ‘Financial Times’, mostra que o nosso Estado está no caminho certo. Estabelecemos uma relação de transparência, diálogo e confiança com os nossos parceiros privados, aqueles que já estão em Pernambuco e pretendem ampliar suas operações e aqueles que estão chegando para gerar emprego e renda. E essa estratégia bem sucedida, mesmo nesse momento de crise nacional, vem dando seus frutos, com um desenvolvimento sustentável e descentralizado”, destacou o governador Paulo Câmara. 
    Entre 2007 e 2015, foram atraídos R$ 20,2 bilhões em investimentos, com geração de 82.418 postos de trabalho, segundo dados do Conselho Estadual de Políticas Industrial, Comercial e de Serviços (Condic). Em 2016, já foram aprovados incentivos fiscais para 20 projetos industriais, com investimentos de R$ 242,6 milhões e geração de 775 empregos. No Condic são aprovados benefícios fiscais que contemplam atividades industriais, importadores atacadistas e centrais de distribuição com crédito presumido de Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), por meio do Programa de Desenvolvimento de Pernambuco (Prodepe). Quanto maior a distância da Região Metropolitana do Recife (RMR), maior o incentivo concedido ao grupo empresarial.
    A atração de empresas é um trabalho conjunto da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e seus órgãos vinculados, a exemplo da AD Diper e Suape, que atuam com uma equipe de inteligência empresarial apontando nichos de mercado para fomento de cadeias produtivas já existentes ou identificando novos clusters com investimentos em potencial. Depois disso, um grupo de gerentes de investimentos realiza o trabalho de prospecção desses empreendimentos. Os empresários recebem suporte durante a negociação, a assinatura do protocolo de intenções, a instalação e a contratação de mão de obra, chegando até a resolução de problemas pós-implantação, em um trabalho conhecido como “after care”. 
    “O reconhecimento vindo de um grupo de destaque internacional é algo que vem legitimar ainda mais um trabalho iniciado em 2007, no primeiro mandato de Eduardo Campos e continuado na gestão Paulo Câmara, que incentiva também a interiorização do desenvolvimento. Conseguimos criar um ambiente que gera confiança no empresariado. Esta certificação nos fortalece para continuarmos agindo em prol de novos investimentos”, destaca o secretário de Desenvolvimento Econômico, Thiago Norões.
    Outro diferencial do Estado é o Complexo Industrial Portuário de Suape, que possui cerca de 100 empresas instaladas em seu território e na área de influência, com destaque para grandes empreendimentos como a Refinaria Abreu e Lima, a Shineray e os estaleiros Atlântico Sul e Vard Promar. O porto vem consolidando a movimentação de veículos - uma operação que só tende a crescer com a evolução do Polo Automotivo da Fiat/Jeep, em Goiana. Outros conglomerados empresariais como os da Unilever, BRFoods, Mondelez, Brasil Kirin, Grupo Petrópolis, Ambev e Nissin Ajinomototambém contribuem para atestar Pernambuco como um local estratégico para os investimentos.
    A publicação completa da FDI Magazine pode ser conferida em:http://www.fdiintelligence.com/Locations/Americas/South-American-States-of-the-Future-2016-17-the-winners

Nenhum comentário:

Postar um comentário