segunda-feira, 18 de abril de 2016

Pernambuco recebe comitiva da MLB para apoio ao Beisebol

Crescimento do esporte no Estado chamou atenção dos norte-americanos, que pretendem apoiar projetos sociais e até construir um campo de beisebol em Olinda

Divulgação Pernambuco atualmente conta com cerca de 300 crianças envolvidas em projetos de beisebol Divulgação

A partir da próxima terça-feira (19), Pernambuco receberá representantes da Major League Baseball (MLB) para reforçar e incentivar projetos ligados ao esporte no Estado. Entre os objetivos da vinda está, inclusive, a construção de um campo para a prática do beisebol em Olinda. Virão à cidade o coordenador internacional de marketing e desenvolvimento do jogo, o norte-americano Caleb Santos Silva, ao lado dos compatriotas Joel Araújo, também do departamento internacional da MLB e do técnico do esporte Jay Quinn.

A comitiva americana ficará por dois dias em Pernambuco, o primeiro será de reunião com a presidente da Empresa de Turismo de Pernambuco (EMPETUR), Ana Paula Vilaça, para discutir a viabilidade da construção de um campo no Parque Estadual de Arcoverde, em Olinda. 

Segundo Caleb, a expectativa para que o projeto saia do papel é positiva, de acordo com conversas prévias. “Temos contato com o governo de Pernambuco através do Consulado Americano. Já tivemos conversas com a prefeitura de Olinda para ver como podemos desenvolver esse projeto”, comentou em entrevista ao Portal LeiaJá.

Segundo o norte-americano, a construção do campo e manutenção seriam de responsabilidade da própria MLB, que espera por um desenvolvimento do esporte em Pernambuco. “A MLB tem essa verba disponível para apoiar o esporte. Essa reunião com o governo será para definir custos, orçamentos. Queremos ter todo o planejamento pronto para ver qual a viabilidade para construção do campo de beisebol”, diz.

A iniciativa se deve ao potencial que o Estado vem mostrando para o desenvolvimento do Beisebol. Atualmente existem três grandes projetos em Pernambuco: um em Camaragibe, um em Santo Amaro e o mais recente no Alto Santa Terezinha, no Recife, que contam com mais de 300 crianças envolvidas, além da criação do primeiro time profissional do esporte, o Náutico Beisebol. “Estamos vendo um grande potencial no Nordeste para o beisebol. 

A região tem abraçado ideia e essa massificação traz muitos benefícios. Hoje a própria seleção brasileira de beisebol tem se mostrado muito forte”, pontua Caleb, que além de Pernambuco, já passou por Fortaleza, Rio de Janeiro e em seguida irá para Salvador.

O crescimento dos projetos sociais tem relação com o segundo dia que a comitiva permanecerá em Pernambuco. A delegação norte-americana participará de um evento em Santo Amaro, onde junto com a parceira mundial da MLB, a Little League Baseball, distribuirá materiais para o beisebol continue a crescer. 

“Estamos enviando técnicos para capacitação dos professores do projeto, doaremos também material como tacos, bola, capacetes e luvas. Por ser um esporte ainda em crescimento sabemos que há a dificuldade de acesso a esse material aqui”, finalizou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário