quinta-feira, 14 de abril de 2016

Porto de Galinhas vai sediar feira de turismo

Evento deve reunir operadoras de turismo nacionais e internacionais. Expectativa é de movimentar R$ 200 milhões em transações comerciais

Objetivo da feira é divulgar pontos turísticos no Nordeste / Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem

Objetivo da feira é divulgar pontos turísticos no Nordeste

Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem

O turismo regional e de estrangeiros com destino ao Nordeste deve experimentar novo fôlego em breve. A Associação dos Hotéis em Porto de Galinhas e o Porto de Galinhas Convention & Visitors Bureau realizam, nos próximos dias 18 e 19 de maio, no Hotel Armação, em Porto, a primeira edição do Destination Brazil Travel Mart. 

O evento deve reunir operadoras de turismo nacionais e internacionais para divulgar a região como destino turístico de grande potencial e promover rodadas de negócios, estreitando parcerias comerciais entre hotéis, receptivos e agências de viagens. 

A expectativa é de movimentar R$ 200 milhões em transações comerciais. 


“Por causa da desvalorização do real, o Brasil se tornou um destino turístico barato para estrangeiros. As operadoras de viagens já sabem disso e estão interessadas em vender pacotes para seus clientes”, afirma Otaviano Maroja, presidente do Porto de Galinhas Convention & Visitors Bureau. Entre 2000 e 2005, o Nordeste foi um grande receptor de turistas estrangeiros, principalmente europeus, que correspondiam a cerca de 40% do público que visitava a região. 

Mas, com o impacto da grande recessão, em 2008, o número caiu drasticamente, chegando a apenas 12% em 2015. No primeiro trimestre deste ano, alta estação, a taxa ficou em cerca de 20% de estrangeiros visitando o Nordeste. 


Agora, a tentativa é de recuperar o público que deixou de visitar a região principalmente após a crise de 2008, e capacitar operadores para comercializar viagens ao Nordeste. “O evento será dividido em dois dias. No primeiro, vamos apresentar o potencial de cada Estado para que os operadores estrangeiros conheçam melhor o Nordeste e entendam os tipos de pacotes que podem ser vendidos em seu país de origem. 

O dia seguinte será destinado a rodadas de negócios”, revela a presidente da Empresa de Turismo de Pernambuco (Empetur), Ana Paula Vilaça. Ao todo, serão 120 stands destinados a trocas comerciais. Até agora, está confirmada a vinda de pouco mais de 100 operadores de viagens do Brasil e de outros locais do mundo. 

JC Economia

Nenhum comentário:

Postar um comentário