terça-feira, 12 de abril de 2016

Projeto do ProRural incentiva o turismo no litoral norte de Pernambuco


Já foi uma rotina de trabalho mais sacrificada a do grupo de barqueiros de Itamaracá.  Antes de receberem um trator financiado pelo Banco Mundial, através do ProRural, para um dia de passeios com turistas que visitam a ilha, era preciso mais do que disposição para navegar. Os 27 homens da Associação dos Jangadeiros do Forte Orange precisavam de muita força para colocar e retirar as embarcações na água.

Com o projeto, muitos barqueiros que antes não trabalhavam todos os dias, por causa do grande esforço para puxar jangadas de até 500 quilos, agora gastam energias com assuntos mais leves e que garantem uma renda melhor para as suas famílias: organização, planejamento e atendimento a um maior número de clientes que desejam conhecer as belezas do Litoral Norte de Pernambuco.

Segundo o secretário da associação, Ismael Raimundo dos Santos, de 47 anos e barqueiro a vida toda, o apoio do Programa mudou a vida do grupo. “Somos todos homens maduros, e a saúde muitas vezes não permitia pegar tanto peso. Depois de um dia inteiro de trabalho ainda retirar o barco da água era impossível para quem não estava bem. Hoje podemos fazer até 14 viagens por dia sem nos preocuparmos com a hora de guardar a embarcação”.

O projeto, orçado em aproximadamente R$ 107 mil, proporcionou melhor qualidade de vida e renda para os beneficiados e suas famílias. E, além disso, garantem aos turistas os serviços diariamente, sem a possibilidade de não haver passeio para quem deseja conhecer melhor as praias e manguezais da ilha. Os roteiros variam de R$ 13 a R$ 40 por pessoa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário