quinta-feira, 28 de abril de 2016

Recife no topo das mais modernas salas cirúrgicas da América Latina

Novo centro cirúrgico do Hospital Português está equipado com o que há de mais moderno para realização de procedimentos de alta complexidade com mais segurança e eficiência.

hospport_txt2_1 (Foto: Divulgação Hospital Português)

O Real Hospital Português investiu R$ 20 milhões para montar um dos mais modernos centros cirúrgicos da América Latina. Com foco nos procedimentos de alta complexidade, o novo Bloco Cirúrgico Egas Moniz acompanha a tendência mundial e instala a primeira sala cirúrgica híbrida do Norte-Nordeste, agrupando, em um mesmo espaço, a capacidade cirúrgica de salas de operações de última linha com os recursos de imagem de um laboratório de hemodinâmica de ponta.

A sala híbrida incorpora um sistema robótico de imagem tomográfica para contribuir nos procedimentos minimamente invasivos com mobilidade de 360 graus em torno do paciente, em perfeito sincronismo com a mesa cirúrgica. Na prática, o equipamento de imagem auxilia os cirurgiões a identificarem com precisão a área da incisão e fornece feedback instantâneo durante o ato cirúrgico. “Agora, é possível realizar procedimentos de alta complexidade de forma minimamente invasiva, com mais segurança e eficiência”, resume o chefe do Complexo Bloco Cirúrgico RHP, Luiz Domingues.

Entre as especialidades cirúrgicas beneficiadas com a nova tecnologia estão: cirurgias cardíacas, vasculares, torácicas, neurológicas e procedimentos de hemodinâmica.


hospport_txt2_2 (Foto: Divulgação Hospital Português)

hospport_txt2_2 (Foto: Divulgação Hospital Português)

O centro cirúrgico ainda dispõe de outras seis salas inteligentes, equipadas com o que há de mais moderno no âmbito da técnica cirúrgica, permitindo a integração dos sistemas de comunicação e informação. As salas possuem um componente 3D, possibilitando a realização de procedimentos cirúrgicos com maior definição de imagem. De acordo com o cirurgião, todos os equipamentos são acionados por painel sensível ao toque (touch screen) e atendem por comando de voz, o que simplifica e otimiza o fluxo de trabalho. “Os componentes da sala são todos interligados, podendo realizar transmissões em tempo real para qualquer lugar do mundo”, afirma Luiz Domingues.

Construído sob o conceito da modularidade, ou seja, as paredes são em forma de painéis individuais de fácil montagem e desmontagem, o Bloco Egas permite acompanhar o constante avanço tecnológico dos equipamentos médicos. Além disso, os elementos adotados na arquitetura trazem avanços significativos quanto à pureza do ar ambiente e salas humanizadas com imagens que transmitem uma sensação de repouso e tranquilidade.

COMPLEXO DE BLOCOS CIRÚRGICOS


O Real Hospital Português dispõe de quatro blocos cirúrgicos, contabilizando 26 salas de cirurgia em funcionamento. São 322 cirurgiões cadastrados, com título de especialista nas mais diversas áreas, além de intervencionista e anestesistas, responsáveis por uma média de 1.500 procedimentos/mês.


hospport_txt2_3 (Foto: Divulgação Hospital Português)

Nenhum comentário:

Postar um comentário