terça-feira, 5 de abril de 2016

Voos diretos a Buenos Aires ampliam pacotes conjugados de turismo em Pernambuco

Com aumento do fluxo de turistas argentinos, rotas abrem a possibilidade de vender vários destinos em Pernambuco e movimentar a economia no estado

Por: Luciana Morosini




Buenos Aires – Pernambuco caiu no gosto dos argentinos e o turismo estadual comemora o aumento no fluxo de turistas portenhos. Nos dois primeiros meses deste ano, o número de argentinos que desembarcaram no estado cresceu 177% em relação ao mesmo período do ano passado. A expectativa é que o fluxo de portenhos gere uma movimentação da ordem de R$ 90 milhões por ano na economia local. Se Porto de Galinhas é o principal atrativo escolhido, a chegada do novo voo da Gol, em março, somado ao já operado pela TAM desde o ano passado, incrementa o potencial turístico de Pernambuco, inclusive para a ampliação da forma de vender o turismo local, com a oferta de pacotes conjugados.

“Já estamos trabalhando com destinos combinados como Porto de Galinhas e Recife e Olinda, no qual incluímos city tour nas duas cidades. E, como é pouco tempo, o argentino fica com vontade de mais e , depois, acaba comprando um pacote maior para voltar”, afirmou Aguinaldo Gonçalves Júnior, gerente Comercial da Tip Group, operadora na Argentina e no Chile e parceira da CVC.

Para o secretário de Turismo e Lazer do Recife, Camilo Simões, é preciso aproveitar esse boom de argentinos para vender mais o Recife como destino. “O roteiro conjugado proporciona uma experiência mais completa. O Recife é rico em cultura e tem uma gastronomia mais  sofisticada. Sem contar que o aeroporto é dentro da cidade e pode proporcionar mais conforto na chegada e partida dos turistas”, disse.

A Aerolíneas Argentinas, parceira da Gol, também enxerga no novo voo direto uma oportunidade inversa de negócios no que diz respeito aos roteiros conjugados. A companhia já opera voos direto para São Paulo, Rio de Janeiro, Porto Alegre, Curitiba, Belo Horizonte e Salvador. “O Brasil é um destino muito importante para nós e hoje estamos vendo conexões futuras com a Gol, já que não temos como ampliar agora a malha aérea porque temos limite de aeronaves. Mas a ideia é usar essas conexões para que os brasileiros viajem pela Argentina também, já que temos uma rede de voos internos”, disse
Felicitas Castrillon, gerente de Relações Institucionais e Imprensa da Aerolíneas.

Descoberta
Os números de 2013 chamaram a atenção para a importância da Argentina. “Naquele ano, o quantidade de argentinos que chegaram no Brasil passou de 800 mil para 1,6 milhão. E as pesquisas apontavam que eles buscavam por praias, mas as mais para a Região Sul pela proximidade. O voo com menor tempo de conexão para o Recife era de 11 horas, mas sabíamos que o Nordeste, de uma forma geral, tinha excelentes produtos para oferecer”, explicou Bruno Herbert, presidente do Recife Convention & Visitors Bureau.

O secretário de Turismo, Esportes e Lazer de Pernambuco, Felipe Carreras, reforçou que os voos diretos entre o Recife e Buenos Aires têm impacto positivo. “Uma pesquisa feita com os argentinos que vieram no primeiro voo direto da Gol (no final de março) revelou que 83% dos entrevistados estavam vindo pela primeira vez ao estado, que 73% vieram por influência do voo direto e que 88% pretendem voltar”, detalhou.

O voo direto da Gol dobra a capacidade de trazer argentinos diretamente para o Recife, chegando a ampliar em cerca de 9 mil assentos por ano. Tanto na Gol quanto na TAM, a rota faz com que o turista passe, ao menos, uma semana no destino. A média de permanência do argentino em Pernambuco é ainda maior, de 9 dias, segundo a pesquisa. Tudo isso torna a venda de destinos conjuntos favorável, favorece o movimento da economia no âmbito estadual e, inclusive, fortalece o Recife como destino turístico de lazer.

Diario PE

Nenhum comentário:

Postar um comentário