domingo, 8 de maio de 2016

Bem-estar e igualdade social são essenciais para a sustentabilidade, diz estudo

Sem essas perspectivas, nós corremos o risco de ir por uma estrada que protege o planeta, mas não o ser-humano.

Bem-estar e igualdade social são essenciais para a sustentabilidade, diz estudo
Essas preocupações costumam ser deixadas de lado na hora das decisões políticas. | Foto: iStock by Getty Images

De acordo com um estudo publicado recentemente na revista científica Science, os esforços globais em prol da sustentabilidade vão falhar se conceitos como igualdade e bem-estar não forem considerados. A pesquisa contou com a participação de 17 cientistas de diferentes instituições internacionais.

O documento apresenta sete iniciativas sociais que podem fazer a diferença na sustentabilidade e que costumam ser deixadas de lado no desenvolvimento de políticas públicas e esforços científicos.
Os pontos apresentados pelos pesquisadores são: bem-estar, cultura, valores, desigualdade, justiça, poder e senso de auto-determinação.

“Nosso questionamento para alcançar um ambiente sustentável e saudável depende totalmente de entendermos como a qualidade de vida humana está conectada ao meio ambiente e aos impactos da nossa administração”, explicou Phillip S. Levin, um dos autores e pesquisador da Administração Nacional Oceana e Atmosférica dos EUA (NOAA), em declaração oficial.

Um maior envolvimento com estes conceitos sociais será fundamental para a tomada de decisão e para o desenvolvimento de políticas públicas mais fustas e efetivas. Os cientistas observam que estes itens são mais difíceis de quantificar do que o PIB ou as emissões de gases de efeito estufa, mas existem alternativas para que esta medição seja realizada.

“Sem essas perspectivas, nós corremos o risco de ir por uma estrada que protege o planeta, mas é incompatível com o bem-estar humano”, alertou a pesquisadores Christina C. Hicks, da Universidade de Lancaster. “Tudo se resume a criar um mundo mais justo. Nós podemos agir para proteger nosso ambiente, mas, às vezes, essas ações podem aumentar a desigualdade e, então, a abordagem não será sustentável em longo prazo”, completou.

Redação CicloVivo

Nenhum comentário:

Postar um comentário