Desde a criação da Lei Federal das Parcerias Público-privadas (11.079), em 2004, estados e municípios brasileiros estão formando parcerias com organizações privadas para viabilizar projetos em diversas áreas, principalmente em infraestrutura urbana.

Curitiba, vencedora do setor Urbanismo do Ranking Connected Smart Cities 2015, possui um claro exemplo de utilização de PPPs para o desenvolvimento de melhorias na infraestrutura urbana, focado em arborização, para tornar os espaços públicos mais acolhedores para a população.

Os investimentos em melhorias de infraestrutura urbana são essenciais para o desenvolvimento inteligente das cidades. Pela importância deste tema, o Connected Smart Cities 2016 separou um painel especialmente para a discussão da utilização de PPPs para o desenvolvimento urbano.

Durante o painel “As PPP´s como aliadas dos municípios para execução de projetos estratégicos: os desafios para modelagem” serão abordados as implicações jurídicas das PPPs, sspectos essenciais da estruturação e formatações destinadas a cada setor para o pedido de apoio a projetos estruturados em concessões ou PPPs e a modelagem do tipo PPP.

Os palestrantes confirmados para o painel são: Jorge Arraes, da Prefeitura do Rio de Janeiro; Lincoln Santini Brando, Gerente do Departamento de Gestão Pública no BNDES; Bruno Pereira, Sócio-fundador do Radar PPP; Paulo Dantas, Sócio-advogado da Demarest Advogados; e Thomaz Assumpção, Presidente da Urban Systems como moderador.

O Connected Smart Cities acontece nos dias 08 e 09 de Junho de 2016, no Armazém da Utopia no Rio de Janeiro.

Inscreva-se aqui.