quarta-feira, 11 de maio de 2016

Hospital da Mulher do Recife é aprovado por pacientes no primeiro dia de funcionamento

img_alt

A maior unidade de saúde já construída pela Prefeitura do Recife abriu as portas nesta terça-feira (10) e foi bastante elogiada pelas pacientes. (Foto: Andréa Rêgo Barros/PCR)

Jaciara Oliveira Ramos, 43 anos, moradora do bairro da Mangueira, esperava há 8 meses para fazer uma ultrassonografia, um dos exames com maior demanda na rede pública de saúde de todo o Brasil. Na manhã desta terça-feira (10), no primeiro dia de funcionamento do Hospital da Mulher do Recife Dra. Maria Mercês Pontes Cunha (HMR), ela foi a primeira a ser atendida na unidade, que é a maior já construída pela Prefeitura do Recife em toda a sua história. O que era uma longa espera, virou satisfação.

"Descobri que era uma hérnia que estava me incomodando. Agora é resolver. Adorei o hospital, o atendimento foi maravilhoso, o médico muito atencioso. Agora ficou muito mais fácil para nós mulheres cuidarmos da saúde", destacou Jaciara. Com a abertura do Hospital da Mulher do Recife, a rede municipal de saúde conta agora com a capacidade de realizar mais 180 ultrassonografias exclusivas para mulheres por dia.

Aguardado há décadas pelas recifenses, o HMR começou a realizar as primeiras consultas e exames antes mesmo das 8h. O prefeito Geraldo Julio, o secretário de Saúde do Recife, Jailson Correia, e a gestora do hospital, Isabela Coutinho, acompanharam de perto os primeiros atendimentos. A unidade de saúde está implantando os serviços de forma gradativa, como ocorre com todos os hospitais de grande porte, seguindo a lógica da assistência para melhor segurança das usuárias. Nesse início, o HMR já abre com capacidade para realizar por mês 11,8 mil exames e 5 mil consultas, sendo 3,5 mil especializadas.

Na área de consultas, a cozinheira Maria Aparecida, 47 anos, moradora do Rosarinho, foi a primeira a ser atendida no setor de ginecologia. "Eu fui a primeira mulher atendida, foi ótimo, fiquei feliz. Fui bem atendida. O hospital é lindo, a gente se sente bem aqui. Estava há um ano esperando a consulta, aproveitei para tirar todas as minhas dúvidas. A doutora fez um ótimo atendimento", contou.

O secretário de Saúde do Recife, Jailson Correia, avaliou como bastante positivo o primeiro dia de funcionamento do Hospital da Mulher. "Está sendo muito gratificante ver vida nesses corredores e ter a certeza da melhoria dos indicadores de saúde da mulher do Recife", salientou.

É bom lembrar que o acesso das usuárias a todos os procedimentos ofertados pelo Hospital da Mulher respeita o fluxo de marcação estabelecido pelo município, por meio do Sistema de Regulação do Recife (Sisreg), com encaminhamento efetuado pelas Unidades de Saúde da Família (USFs ou Upinhas) de referência da usuária, sempre respeitando a ordem cronológica da solicitação e a classificação de risco que é preconizada pelo Ministério da Saúde. As usuárias estão sendo comunicadas do agendamento por meio de SMS, contato telefônico ou pela própria unidade solicitante.

A unidade, que conta com um total de 150 leitos, tem capacidade para 67 mil procedimentos por mês, entre eles 400 partos e 250 cirurgias. Tem duas Unidades de Terapia Intensiva (UTIs), sendo uma com 10 leitos para bebês e outra com 10 leitos para mulheres, duas Unidades de Cuidados Intermediários (UCI) com 27 leitos, 16 consultórios especializados (ginecologia, cardiologia, mastologia, endocrinologia, hematologia, psiquiatria, entre outros) e realiza exames de imagem (tomografia, ressonância magnética, ultrassom, raio x, entre outros). 


O hospital conta com 1.108 profissionais (158 médicos; 236 outros profissionais de nível superior; 552 profissionais de nível médio/administrativo; 162 profissionais de nível fundamental). O equipamento contou com um investimento para a obra e aquisição de equipamentos na ordem de R$ 118 milhões - recursos municipal, estadual e federal. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário