segunda-feira, 16 de maio de 2016

Temer quer abrir capital de Correios e Casa da Moeda

Plano inclui ainda a venda de participação em até 230 empresas do setor elétrico

O Globo - Geraldo Doca

Após assumir, na última quinta-feira, com a promessa de redução da presença do Estado na economia brasileira, o presidente interino, Michel Temer, já começa a se preparar para vender participações da União em estatais e em várias empresas privadas. 

Para fazer caixa e incrementar o ajuste fiscal, a equipe de Temer trabalha com uma lista na qual se destacam, entre outros, a abertura de capital dos Correios e da Casa da Moeda e a venda de fatias do governo federal em até 230 empresas do setor elétrico, sendo 179 Sociedades de Propósito Específico (SPEs) nas mãos da Eletrobras.

São dezenas de empreendimentos nas áreas de geração, distribuição e transmissão de energia e em parques eólicos. Também fazem parte do rol de ativos a Infraero, as companhias Docas, a Caixa Seguros e o IRB Brasil. 

Estes dois últimos tiveram a ofertas públicas de ações suspensas, devido à piora nas condições do mercado. A lista já vinha sendo preparada em segredo na gestão do PT e será encampada pelo novo governo, podendo ser até ampliada.

Leia mais: Governo Temer quer abrir capital de Correios e Casa da Moeda

Nenhum comentário:

Postar um comentário