sexta-feira, 3 de junho de 2016

Alunos transformam pneus em canteiros de plantas na cidade de Olinda

O Projeto Canteiros de Xambá, em Olinda, faz parte das comemorações do Dia Mundial do Meio Ambiente

Jovens de uma escola de Olinda fizeram 32 canteiros de plantas para colocar em quatro ruas do bairro São Benedito / Foto: Diego Nigro/JC Imagem

Jovens de uma escola de Olinda fizeram 32 canteiros de plantas para colocar em quatro ruas do bairro São Benedito
Foto: Diego Nigro/JC Imagem


Pneus de carro descartados no lixo certamente virariam criadouros de mosquito da dengue. Mas, nas mãos de alunos do Centro Educacional Froebel, localizado no bairro de São Benedito, em Olinda, os aros de borracha foram transformados em canteiros de plantas e a partir de segunda-feira (6) estarão enfeitando quatro ruas da comunidade.

Os estudantes recolheram os pneus, lavaram e pintaram com tinta colorida, para desenvolver o Projeto Canteiros do Xambá. Também caíram em campo em busca de terra e mudas de plantas com vizinhos e moradores das proximidades do colégio. A ação faz parte das atividades do Dia Mundial do Meio Ambiente, 5 de junho.


Canteiros do Xambá é um projeto criado por Ednaldo Picchetto, professor de Arte do Centro Educacional Froebel. E envolve toda a comunidade da escola, um estabelecimento particular e instalado em São Benedito há 30 anos. A proposta é inspirada na Campanha da Fraternidade 2016 da Igreja Católica, que tem como tema Casa Comum, Responsabilidade de Todos, declara Picchetto.

“Discutimos o tema em sala de aula e chegamos à conclusão de que a nossa casa comum, é a escola; e essa escola está dentro de outra casa comum, que é a comunidade. As duas devem ser cuidadas e respeitadas”, declara o professor. Daí nasceu a ideia de embelezar o lugar. Alunos do 6º ao 9º ano recolheram 130 pneus e vão montar 32 canteiros.
As plantas serão colocadas nas Ruas Capitão João Gonçalves da Luz (endereço da escola), Severina Paraíso da Silva, Ieda e Pedro Ivo, todas em volta do Terminal Integrado Xambá, na Avenida Presidente Kennedy. O trabalho está programado para os turnos da manhã e da tarde. Oito alunos já estão circulando na área, atrás de padrinhos para os canteiros, que precisam ser regados.


“O morador terá de aceitar o canteiro e cuidar da planta”, destaca Ednaldo Picchetto. Músicos do Grupo Bongar, integrantes do Terreiro Xambá (Quilombo do Portão do Gelo) participarão das atividades. “Essa é uma ação importante e que faz a diferença na vida, é quando o conhecimento de sala de aula vira atitude”, afirma a diretora da escola, Tânia Maria da Silva.

Aluna do 7º ano, Lídia Rebeca Ribeiro de Oliveira, 11, disse que o projeto é bom porque vai ajudar a comunidade e deve incentivar outras pessoas a fazerem o mesmo. “É simples e fácil, eu nunca tinha feito um canteiro antes. Outra escola, uma igreja, qualquer pessoa pode fazer”, declara a menina.

Para Chede Baruch, 12, aluno do 7º ano, a proposta é válida porque retira pneus da vias, colaborando com a limpeza urbana. “Dar outro uso ao pneu é a melhor parte do projeto”, diz o garoto. “Essa é uma semente, esperamos que outros canteiros surjam em várias ruas”, reforça Ednaldo Picchetto.

JC Cidades

Nenhum comentário:

Postar um comentário