segunda-feira, 20 de junho de 2016

Arcoverde ganha plano de arborização e viveiristas formados pela Compesa



Uma cidade mais verde e cuidada pelos próprios cidadãos. Foi essa a semente plantada pela Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) em Arcoverde, no Sertão do estado. Nesta quinta-feira (16), a companhia entregou à Prefeitura de Arcoverde o Plano de Arborização da cidade e iniciou o plantio simbólico de 100 mudas nativas no canteiro da Avenida José Bonifácio, no Centro. O evento marcou, também, a formatura de 100 estudantes de escolas públicas como viveiristas, que, agora, estão habilitados para ajudar o município a executar esse plano. As ações fazem parte do Projeto Florestar – Viveiros Educadores, desenvolvido pela Compesa, e marcaram as atividades do Mês do Meio Ambiente, comemorado em junho.

O plantio das espécies é resultado do Termo de Cooperação Técnica firmado entre a Compesa e a Prefeitura de Arcoverde, em março deste ano, para a produção de mudas nativas, capacitação de jovens viveiristas e arborização urbana. Hoje (16), a Compesa entregou o plano que prevê o plantio de cinco mil árvores na cidade, de forma planejada e sustentável. Para marcar o início da arborização da cidade, os alunos participantes do Projeto Florestar realizaram o plantio das mudas em evento que contou, ainda, com apresentações teatral e musical.

florestar2

Na semana passada, esses 100 alunos, todos de escolas públicas, concluíram a capacitação dada pela Compesa sobre como cultivar espécies dos biomas Mata Atlântica e Caatinga. O plantio de todas as mudas foi georeferenciado, com a localização onde foi realizado, placa indicativa da espécie, nome do aluno e escola representada. 

“O objetivo  do projeto é despertar a consciência socioambiental para melhoria da qualidade e embelezamento dos espaços urbanos dos municípios, associado à capacitação de jovens que estarão prontos para reproduzir esse conhecimento para outras pessoas. Agora, a cidade já tem um plano de arborização pronto e moradores qualificados para executá-lo. Essa foi a herança que a Compesa quis deixar para Arcoverde”, afirmou o Diretor de Articulação e Meio Ambiente da Compesa, Aldo Santos.

Para que as prefeituras possam receber ações do Projeto Florestar – Viveiros Educadores, é necessário firmar um Termo de Cooperação Técnica com a Compesa que, no caso da Prefeitura de Arcoverde, ocorreu em março deste ano. Prioritariamente, receberão ações do projeto os municípios nos quais a Compesa está implantando obras de saneamento. Dentre os ganhos proporcionados pelo projeto, estão a amenização da sensação térmica a partir do plantio de árvores nas praças, calçadas, jardins e quintais; a melhoria dos espaços públicos e do bem-estar das pessoas que os utilizam; atenuação da poluição do ar; e recuperação da flora.

reflorestar Mudas0

Nenhum comentário:

Postar um comentário