sábado, 11 de junho de 2016

Cais do Recife S.A. vence disputa pelo estacionamento do Paço Alfândega

Administradora anterior, Realesis Recife, enfrentava certame judicial há três anos



A Realesis Recife Empreendimentos Imobiliários, subsidiária do Banco BVA, perdeu disputa judicial pela administração do estacionamento do Shopping Paço Alfândega, na região central do Recife, para o grupo pernambucano Cais do Recife Participaçãos S.A.

A decisão da juíza Dilza Lundgren, da Oitava Vara Cível da Capital, encerra disputa que se prolongava há três anos. A perda do negócio pela Realesis é mais um revés na conturbada realidade vivida atualmente pelos seus acionistas, que também são donos do Banco BVA, liquidado depois causar prejuízo bilionário ao mercado, afetando grandes clientes de todo o país.

O edifício-garagem do estacionamento do shopping foi construído em 2003 pelo grupo Cais do Recife e custou R$ 15 milhões, à época, em parceria com a Santa Casa de Misericórdia do Recife, que também viabilizou a implantação do shopping propriamente dito, inaugurados ambos os empreendimentos em 2004.

A decisão judicial obriga ainda a empresa derrotada no processo a apresentar "os documentos contábeis contendo os registros das receitas e das despesas operacionais obtidos pela primeira demandada com a exploração comercial dos estacionamentos e os espaços comerciais sublocados, livros, balanços e balancetes, declarações fiscais, documentações contábeis e financeiras, planilhas de controles financeiros e administrativos, negociações de papeis em bolsa e ou fora de bolsa, financeiros e operacionais, sob pena de busca e apreensão, providências a serem cumpridas antes mesmo do trânsito em julgado desta sentença".

Nenhum comentário:

Postar um comentário