segunda-feira, 13 de junho de 2016

Caixa vai retomar obras de 15 mil moradias do Minha Casa, Minha Vida

A Caixa ainda está avaliando outras formas de financiamento para a casa própria / Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil
A Caixa ainda está avaliando outras formas de financiamento para a casa própria
Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil


O presidente da Caixa Econômica Federal, Gilberto Occhi, disse nesta segunda-feira (13) que pretende retomar cerca de 15 mil unidades habitacionais de empreendimentos do Programa Minha Casa, Minha Vida que estavam paralisadas. Segundo ele, ainda esta semana discutirá o assunto com o ministro das Cidades, Bruno Araújo. São unidades que estão praticamente prontas, negociadas, com preço e devem “começar a alavancar” uma nova onda de absorção de mão de obra.


Occhi fez essas afirmações após deixar o Ministério da Fazenda, em Brasília, onde teve um encontro com o ministro Henrique Meirelles. “No total, temos aí cerca de 78 mil unidades paralisados em todos os contratos da Caixa. Seja do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço [FGTS], seja do Minha Casa, Minha Vida . Seja do Rural”, disse.

Occhi destacou também que a Caixa está avaliando outras formas de financiamento para a casa própria e um estudo já foi encomendado com o objetivo de avaliar uma nova maneira de concessão do crédito imobiliário. “Estamos pensando em outras formas de financiamento. Encomendei um estudo para a direção da Caixa para que a gente possa avaliar uma nova forma de conceder o crédito imobiliário”, enfatizou.

Aumento de juros descartado

Ele descartou, ainda, qualquer perspectiva para a elevação de juros no crédito imobiliário por parte do banco, que é a principal instituição do setor. “De maneira alguma [aumentou das taxas]”, acrescentou.

O presidente da CEF disse, também, que não tratou de privatizações no banco. Segundo ele, a instituição continua estudando a abertura de capital da Caixa Seguridade, mas o assunto ainda será discutido com o ministro Henrique Meirelles.

Occhi informou que a Caixa estuda uma joint venture [associação com outra empresa] para a loteria instantânea. “Não há uma data. Isso é mercado e a gente não sabe quando irá fazer”. Desmentiu que esteja discutindo a capitalização da Caixa com o Tesouro Nacional.

Sobre a participação da CEF nas concessões, Occhi informou que tem conversado separadamente com o secretário executivo do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI) da Presidência da República, Moreira Franco, e que irá apoiar o trabalho que está sendo feito para o setor de infraestrutura.

ABr

Nenhum comentário:

Postar um comentário