sábado, 25 de junho de 2016

Desfrute da beleza e do sossego da Reserva do Paiva, mas dê um pulinho no Recife. Não é tão longe

DSC_0003[2] foto de Antonio Roberto Rocha

Reserva do Paiva. Um dos pedaços mais exuberantes do litoral pernambucano. Verde dos coqueiros e da grama de um lado, azul intenso do mar e do céu de outro, como bem ilustra a foto. Mas o que fazer por lá, no local onde foi construído um cinco estrelas da rede Sheraton, que pertence à Starwood, um dos principais grupos hoteleiros do mundo?
Vale a pena se hospedar na Reserva do Paiva? Ficar isolado, fazer todas as refeições no hotel e desfrutar meramente da bela vista de uma região que, até cinco anos atrás, era uma protegida área de manguezais? E o lazer, o clima urbano, o burburinho? O absoluto silêncio pode não agradar a todos. E aí?

Pois imagine que é possível, sim, aliar o conforto do Sheraton Reserva do Paiva às principais atrações da capital pernambucana, assim como às praias de Gaibu e Calhetas, por exemplo, que ficam no Cabo de Santo Agostinho, município que abriga a Reserva do Paiva.

A cerca de 30 quilômetros de uma área verde ainda quase intocada, e cruzando as praias de Candeias, Piedade e Boa Viagem, chega-se ao centro histórico do Recife, onde é quase questão de obrigação (e de bom gosto) visitar pelo menos três espaços culturais: museu Cais do Sertão, Paço do Frevo e Embaixada dos Bonecos.

Perto dali, o Marco Zero tem uma bela mostra de artesanato permanente e uma boa variedade de bares e restaurantes beirando o rio. É programa de recifenses e de turistas. Há segurança na área. Pelos menos dizem. E um detalhe é facilmente comprovado: os preços cobrados são justos. Tem até bacalhau para duas pessoas a menos de R$ 50. Vá e comprove.

E como tem muito turista que adora umas comprinhas no ar condicionado de um shopping center, na volta para a Reserva do Paiva vale a pena dar uma parada no Rio Mar, que virou ícone comercial da capital pernambucana. Se der, pare depois, ainda no caminho, na Casa dos Frios, na Domingos Ferreira, e compre o melhor bolo-de-rolo de Pernambuco.

Dia devidamente preenchido, é hora de voltar para o Sheraton Reserva do Paiva. Às vezes tem música ao vivo, com forró, MPB ou até tango. O jantar pode ser em um de seus dois restaurantes (o suntuoso Reserva ou Paiva Grill, com sistema de bufê) ou ainda no badalado Beijupirá, que surgiu em Porto de Galinhas e tem filial no complexo Empório Gourmet, bem em frente ao hotel.

Restaurante principal do Sheraton Reserva do Paiva (PE) tem novo cardápio. Confira


O restaurante Reserva, localizado no hotel Sheraton Reserva do Paiva, no Cabo de Santo Agostinho, na Região Metropolitana do Recife, está com novidades no menu. A casa retirou alguns pratos e adicionou novas receitas, elaboradas pelo chef português Olivier Costa.

O cardápio atual oferece, a cada semana, uma sugestão diferente do chef. O jantar custa R$ 125, por pessoa. Inclui entradas frias, uma entrada quente, prato principal e, a partir de agora, também a sobremesa.

Restaurante Reserva é o mais suntuoso do Sheraton Reserva do Paiva
Restaurante Reserva é o mais suntuoso do Sheraton Reserva do Paiva

Além dos carpaccios, carros-chefes da casa, foi adicionado às entradas frias um ceviche com camarão, salmão, ostras, abacate e chips de batata doce. Como entrada quente, o chef criou o rondelli de queijos com presunto de Parma, rabada de tomate e folhas verdes.

No prato principal, o cliente tem três opções fixas e uma quarta renovada a cada semana. Uma novidade é a inclusão do bacalhau coberto com uma crosta de amendoim e aromatizado com piripiri, que acompanha banana da terra e molho de azeite de cebola roxa e salsa.

Outra receita que chegou recentemente ao Reserva é a costela de cordeiro, temperada com azeite, aipo, alho e limão, e acompanhada de batata nova, cogumelos, abobrinha e purê de mandioca.

Como sobremesa, uma dica é o abacaxi assado na cachaça envelhecida, com sorvete de milho verde e pedaços de bolacha de gergelim e pimenta dedo de moça. Completam as opções um petit gateau de doce de leite e combinações de sorvete, além do cheesecake de goiabada da casa.

Tribuna do Norte

Nenhum comentário:

Postar um comentário