quinta-feira, 23 de junho de 2016

Estratégias de Pernambuco para continuar crescendo

Evento realizado pelo Diario de Pernambuco, em parceria com a Sdec e a AD Diper, debateu caminhos para superar a crise


Apesar dos impactos da crise econômica que tem atingido todo o país, Pernambuco continua olhando para frente e planejando o futuro, dentro de um modelo implantado pelo governador Eduardo Campos e que tem sequência na gestão Paulo Câmara. 

Um diagnóstico de diversos setores do Estado foi apresentado no seminário Panorama da Economia de Pernambuco, no dia 21 de junho, realizado pelo Diario de Pernambuco, em parceria com a Secretaria de Desenvolvimento Econômico (Sdec) e a Agência de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco (AD Diper). Representantes dos segmentos contaram como têm trabalhado para superar os desafios.

O evento foi aberto pelo secretário Thiago Norões e pelo vice-presidente do Diario de Pernambuco, Maurício Rands. “É preciso que tenhamos uma visão clara de onde estamos e para onde queremos ir do ponto de vista econômico. Pernambuco soube aproveitar o momento forte que o país viveu, mas também foi abatido pela crise. O objetivo deste seminário é debater ideias sobre esses impactos e como sair dessa crise mais fortalecidos e com mais competitividade”, apontou Norões. 

Na sequência, o presidente do Diario de Pernambuco, Alexandre Rands, expôs números da economia estadual.

Em sua palestra, o secretário Thiago Norões destacou a eficiência da máquina pública de Pernambuco, um fator que gera confiança e tem reconhecimento do empresariado. Ele também reforçou a mudança que vem ocorrendo na pauta de exportações do Estado, com os veículos automotores na terceira posição, mas ressaltou a necessidade de acompanhamento dos diversos setores. “É importante que a economia existente no Estado consiga aderir a esse movimento e que produtos manufaturados aqui possam ir para o exterior”.

A parceria da Fiat Chrysler Automobiles (FCA) com o Governo do Estado na qualificação de mão de obra local foi ressaltada por Egon Daxbacher, gerente de implantação do Centro de Pesquisa da FCA em Pernambuco. A fábrica da Jeep em Goiana emprega hoje 8 mil trabalhadores, sendo 85% pernambucanos. A confiança do setor industrial, por sua vez, foi abordada pelo gerente do Núcleo de Economia e Negócios Internacionais da Fiepe, Thobias Silva, que apontou uma retomada lenta e gradativa dos investimentos, em meio ao momento de crise.

Os Arranjos Produtivos Locais (APLs) do Gesso e do Leite foram destaque nas palestras do presidente do Sindugesso, Josias Inojosa, e do diretor da Laticínios Inteligentes Bruno Rodrigues, que trataram das dificuldades dos setores em meio à crise e de que forma estão trabalhando para superar a situação. Ainda apresentaram painéis o executivo do CESAR Eduardo Peixoto; o reitor da Unicap, padre Pedro Rubens; o gerente do Hospital Real Português Guilherme Robalinho; o presidente do Sinduscon, Gustavo Miranda; Arnaldo Xavier, da Rota do Mar; e o presidente da Valexport, José Gualberto Almeida.

Também palestraram o presidente do IPA, Gabriel Maciel; o superintendente do Sindaçúcar-PE, Marcelo Guerra; a embaixadora da Chivas no Brasil, Paula Sampaio; o presidente da Chesf, José Carlos de Miranda; e o executivo do Recife Convention Bruno Herbert.

Nenhum comentário:

Postar um comentário