terça-feira, 28 de junho de 2016

Famílias recebem chaves do Habitacional Travessa do Gusmão no Recife

Moradores de áreas ribeirinhas do bairro dos Coelhos receberam seus apartamentos das mãos do prefeito Geraldo Julio na manhã desta segunda-feira (27) (Foto:Andréa Rêgo Barros/PCR)

As 160 famílias beneficiadas com os apartamentos do Conjunto Habitacional Travessa do Gusmão, no bairro de São José, começaram a receber as chaves para as novas moradias. A solenidade ocorreu nesta segunda-feira (27), com a presença do prefeito Geraldo Julio, em uma manhã de muita emoção para as famílias que esperavam por este dia. Construído através da Secretaria de Habitação do município, o residencial possui cinco blocos com 32 apartamentos cada, e recebeu um investimento total de R$ 7,6 milhões, com recursos municipais e federais.

“São 160 famílias que estão tendo a vida completamente mudada hoje. É uma vida nova para eles. Todos os habitacionais entregues pela nossa gestão possuem muita qualidade, acabamento de primeira e é feito com muito carinho. O habitacional tem um colorido especial, parque para as crianças e um acabamento interno feito com muito cuidado para essas famílias que esperaram por muito tempo”, destacou o prefeito Geraldo Julio. O gestor municipal estava acompanhado da primeira-dama Cristina Mello, do vice-prefeito Luciano Siqueira e do secretário de Habitação do Recife, Carlos Ferreira Filho.

Os moradores contemplados foram retirados de áreas ribeirinhas do bairro dos Coelhos, entre as pontes Velha e Joaquim Cardozo. As famílias terão acesso a apartamentos com 42 metros quadrados de área construída, distribuídos em dois quartos, sala, cozinha, área de serviço e banheiro interno. Os blocos tem pintura geral externa e, como iniciativa dessa gestão na entrega de residenciais, cada moradia é revestida internamente com gesso, além de piso em cerâmica e o mesmo revestimento no banheiro e nas chamadas áreas molhadas - pia e lavanderia. 

“Eu morava em uma palafita, aqui mesmo nos Coelhos, e era horrível. Era muita sujeira, ratos e eu só morava lá por necessidade mesmo. E esse apartamento é um sonho. Ele é lindo e maravilhoso. Agora eu posso abrir a boca para dizer que moro em uma moradia digna de se viver”, disse a dona de casa Kelliane Lima da Silva, que vai morar com o marido e os três filhos, e foi uma das moradoras que receberam as chaves das mãos do prefeito. Quem também demonstrava bastante alegria foi Danielle Guimarães, que vai se mudar com as três filhas. “Agradeço muito à Prefeitura por ter me proporcionado essa alegria de ter um teto para morar. Esse apartamento é uma diferença enorme para quem morava em uma palafita”, comemorou.



As 160 famílias que vão morar no Travessa do Gusmão também vão contar com parque infantil equipado com brinquedos tradicionais e artesanais, 64 mudas de espécies florestais e frutíferas e várias pinturas e ladrilhos coloridos. Também estão previstas a implantação de horta comunitária e campo de futebol. Essas intervenções resultaram da parceria dos futuros moradores com a Prefeitura do Recife e envolveram profissionais e voluntários das secretarias municipais de Habitação, Planejamento e Gestão e Meio Ambiente e Sustentabilidade.

Um dos destaques do Travessa do Gusmão são seis painéis coloridos de tamanho gigante pintados pelo artista plástico recifense Manoel Quitério, nas laterais dos três blocos frontais à Travessa do Gusmão (acesso principal do novo conjunto). São figuras humanas bem coloridas, com até 12 metros de comprimento e seis de largura, retratando um pouco da realidade de quem vivia em palafitas e áreas ribeirinhas, a exemplo dos futuros moradores. O custo dos painéis foi mínimo, pois todas as tintas e material foram cedidos pelas Tintas Iquine, que já é parceira da Prefeitura no projeto "Mais vida nos morros".

O local recebeu ainda 64 mudas arbóreas, em ação realizada pela Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade. Todas as mudas são de plantas nativas brasileiras. As espécies florestais são o ipê-branco, ipê-roxo e craibeira. As duas primeiras pertencem à flora da Mata Atlântica e a última à caatinga, sendo utilizada ultimamente na arborização urbana. As frutíferas são jenipapo, ubaia e pitanga, do mesmo bioma.

BALANÇO – Este é o 10º conjunto habitacional inaugurado pela gestão, o terceiro só este mês, totalizando 869 unidades já entregues. Além desses, estão em obras mais nove conjuntos, com mais 1.152 moradias.

Nenhum comentário:

Postar um comentário