quinta-feira, 30 de junho de 2016

Fones de ouvido biônicos mudam o volume do mundo e interagem com seu smartphone



A Doppler Labs, empresa que quer colocar um computador no estilo do Jarvis em todo ouvido, vai lançar ao público seus primeiros fones biônicos. O dispositivo estará disponível no final do ano, e a ideia é bem futurista.

O primeiro produto da Doppler Labs foi lançado em 2014: o tampão eletrônico Dubs reduz o volume do mundo ao redor em locais muito ruidosos. Desde então, a empresa vem investindo no conceito de “escuta ativa”, com a ideia de que poderia ser a primeira a capitalizar em computadores de ouvido.
Em fevereiro, tivemos a oportunidade de testar o Here Active Listening System, fones que alteraram o som do mundo. Era uma prova de conceito impressionante, ainda que imperfeita.

here one doppler labs

Agora, temos o Here One, disponível em pré-venda por US$ 300: trata-se de um par de fones de ouvido sem fio inteligentes. Eles processam o som do mundo ao seu redor e podem amplificá-lo, reduzi-lo ou modificá-lo, dependendo das configurações que você usar.

Por exemplo, você pode usar um app para bloquear sons indesejados de seu trajeto para o trabalho, ou modificar o som de músicas ao vivo. Algumas das configurações mais experimentais permitem até mesmo aplicar efeitos sonoros psicodélicos ao mundo.

Além disso, o Here One será capaz de fazer streaming de música e acessar assistentes de smartphone, como Siri e Google Now – ele funciona com iPhone e Android. É algo em que ninguém realmente acertou, apesar de muitas campanhas de Kickstarter e até mesmo alguns produtos da Motorola e Samsung.

Aqui, a combinação de som do seu celular e do mundo real também pode ser personalizada, para que você possa andar por aí ciente do que está acontecendo enquanto a música toca em seu ouvido.

here one doppler labs 2

Além disso, a Doppler Labs acrescentou alguns novos poderes de processamento de áudio, baseados em parte no feedback de early adopters que compraram o Here Active Listening System.
Primeiro, você poderá personalizar o som do Here One usando um breve processo de ajuste, que leva cerca de um minuto por ouvido. Você responderá perguntas e ouvirá um pouco de som, e seu feedback será usado para adaptar os algoritmos do dispositivo aos seus ouvidos.
Em segundo lugar, a Doppler Labs diz que melhorou a filtragem de som do mundo real, para que os fones possam diferenciar melhor entre o guincho de um vagão do metrô e a voz estridente de seu amigo.

here one doppler labs 3

A Doppler não divulga detalhes específicos sobre o hardware, mas diz usar vários processadores e microfones para fazer a mágica acontecer. Em particular, os microfones são “direcionais”, ou seja, o sistema sabe a direção da qual o som está vindo e ajusta de acordo os seus poderes de audição.
A ambição da Doppler Labs é criar “o dispositivo definitivo para seus ouvidos”, e a empresa sabe que não chegou lá ainda. Por um lado, o Here One ainda precisa de um smartphone para funcionar, então ainda não é um Jarvis para os ouvidos. Além do mais, o hardware ainda é relativamente volumoso, e a vida útil da bateria é limitada – são problemas que continuarão no futuro próximo. Você quer um computador para seus ouvidos?

Gizmodo

Nenhum comentário:

Postar um comentário