segunda-feira, 13 de junho de 2016

GAC-PE inaugura biblioteca para crianças com câncer no Hospital Oswaldo Cruz

A iniciativa é fruto do projeto “Era uma vez”, idealizado e desenvolvidos por alunos dos cursos de Administração e Ciências Contábeis da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE)

O espaço conta com mais de mil exemplares de literatura infanto-juvenil que beneficiará os pacientes que aguardam consultas ambulatoriais, funcionando diariamente das 8h às 17h / Foto: Guga Matos / JC Imagem
O espaço conta com mais de mil exemplares de literatura infanto-juvenil que beneficiará os pacientes que aguardam consultas ambulatoriais, funcionando diariamente das 8h às 17h
Foto: Guga Matos / JC Imagem


O Grupo de Ajuda à Criança Carente com Câncer de Pernambuco (GAC-PE) ganhou na manhã desta segunda-feira (13) a primeira biblioteca voltada para os pacientes da instituição e suas famílias. O espaço foi inaugurado no Centro de Oncohematologia Pediátrica (CEONHPE) do Hospital Oswaldo Cruz, zona central do Recife.


A iniciativa é fruto do projeto “Era uma vez”, idealizado e desenvolvidos por alunos dos cursos de Administração e Ciências Contábeis da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Durante um mês, os estudantes arrecadaram livros novos e usados para compor o acervo da biblioteca. 

O espaço conta com mais de mil exemplares de literatura infanto-juvenil que beneficiará os pacientes que aguardam consultas ambulatoriais, funcionando diariamente das 8h às 17h. De acordo com a Dra. Vera Moraes, a biblioteca se soma aos demais esforços do GAC-PE na luta pela humanização e assistência aos pacientes, uma das missões da instituição. Vera ainda recorda a Semear, a primeira classe hospitalar de Pernambuco, que existe desde março do ano passado.  

SEMEAR – A primeira classe hospitalar de Pernambuco foi implementada em março de 2015 e é fruto da parceria entre o GAC-PE, Prefeitura do Recife, Hospital Oswaldo Cruz e Instituto Ronald McDonald. Ela permite que os pacientes da unidade mantenham o vínculo escolar e deem continuidade aos estudos mesmo durante a internação para o tratamento contra a doença. As aulas em grupo acontecem no turno da tarde, enquanto a manhã fica reservada para atendimentos individuais e atividades de planejamento.

JC Online

Nenhum comentário:

Postar um comentário