quarta-feira, 22 de junho de 2016

Gestão José Queiroz explica valor elevado para cachê de Weslei Safadão, em São João

Zé-Queiroz-Caruaru-624x413


No mesmo dia em que o Ministério Público Federal (MPF), o Ministério Público do Estado de Pernambuco (MPPE) e o Ministério Público de Contas de Pernambuco (MPCO) notificaram o prefeito de Caruaru para prestar informações sobre o cachê de artistas contratados para o São João da cidade no Agreste pernambucano, a gestão municipal viu-se obrigada a divulgar uma nota oficial para tentar justificar os gastos.

O show de Wesley Safadão deve custar R$ 575 mil no município e R$ 195 mil Campina Grande, na Paraíba, nos dias 25 de junho em Caruaru e 1º de julho na Paraíba. Foram solicitadas explicações sobre a diferença entre os cachês para os dois municípios. Além de Safadão, são citados Aviões do Forró e Elba Ramalho.

Por meio de nota oficial, a Fundação de Cultura de Caruaru, baseada nas informações das empresas responsáveis pela contratação dos artistas para o São João 2016, recebidas no fim da tarde desta terça-feira, 21, informou que estava prestando esclarecimentos. Os mesmos dados devem ser apresentados em resposta aos questionamentos dos Ministérios Públicos, federal e estadual.

1. A Luan Promoções e Eventos Ltda, divulgou nota afirmando que Wesley Safadão não tem contrato com a Prefeitura de Campina Grande para o São João. Para a empresa, responsável pela comercialização dos shows do artista, isso impede qualquer comparação sobre valores pagos ao cantor. A assessoria de imprensa de Wesley informou, ainda, que o valor contratado em Caruaru está no padrão de mercado, na média de R$ 600.000,00 como é do conhecimento da mídia nacional.

2. Elba Ramalho veio à Capital do Forró exclusivamente para a abertura do São João, em 4 de junho. Por isso, o cachê da cantora engloba as despesas de passagens de avião, deslocamentos e hospedagem, dela e da banda. Mesmo assim, o cachê pago este ano foi igual ao do ano passado. Ao contrário, em Campina Grande, o contrato é de cachê exclusivo da artista.

3. Aviões do Forró também recebeu este ano, em Caruaru, um cachê no mesmo valor do ano passado. A apresentação ocorreu num sábado, 18 de junho. Em Campina Grande, o show será no domingo três de julho, fora, portanto, do circuito das festas, o que barateia o evento. Além disso, na Capital do Forró, o cachê cobre os custos de hospedagem para 55 pessoas, assim como passagens e as demais despesas logísticas.

image

Raphael Acioli, assessor de Imprensa de Wesley Safadão (LUAN Promoções), também por meio de nota oficial, disse que o show do cantor em Campina Grande não tem contrato ainda e que o cachê especulado para o evento (R$ 195 mil) estava fora da realidade (para os eventos do artista).
“Por gentileza, repasse aos veículos de imprensa que estão cobrindo os festejos juninos de Caruaru, a nota oficial em anexo acerca dos questionamentos referentes à contratação do Show do artista Wesley Safadão e sua banda Garota Safada”, disse. “Aproveito para informar aos responsáveis pela Secretaria de Comunicação da Cidade que eu, na função de Assessor de Imprensa do artista, não fui – em nenhum momento – procurado para esclarecimentos antes da veiculação da primeira reportagem sobre o assunto”.

Nesta terça-feira, o prefeito de Caruaru, José Queiroz (PDT), foi notificado pelo Ministério Público Federal (MPF), pelo Ministério Público do Estado de Pernambuco (MPPE) e pelo Ministério Público de Contas de Pernambuco (MPCO) para prestar informações sobre o cachê de artistas contratados para o São João da cidade no Agreste pernambucano.
O show de Wesley Safadão custou R$ 575 mil no município e R$ 195 mil Campina Grande, na Paraíba, nos dias 25 de junho em Caruaru e 1º de julho na Paraíba. Foram solicitadas explicações sobre a diferença entre os cachês para os dois municípios. Além de Safadão, são citados Aviões do Forró e Elba Ramalho.

O prefeito deverá enviar aos órgãos também os contratos dos artistas, mostrando como aconteceu o processo, e ainda se já foi feito o pagamento e qual é a fonte dos recursos.
Em março, após receber documentos do MPCO, o MPPE recomendou à diretora-presidente da Fundação de Cultura e Turismo de Caruaru, Lúcia Lima, que não prorrogasse o contrato firmado entre a fundação e a empresa ABPA Marketing e Produção de Eventos, que capta recursos para festividades como o São João de Caruaru por meio de patrocínios de empresas privadas, após suspeitas de irregularidades.

NOTIFICACAO

A Fundação de Cultura de Caruaru se manifestou em nota. Leia a íntegra:

“1. O show de Wesley Safadão em Campina Grande, dia 25, será em um evento privado. Portanto, o cantor terá, além do cachê, metade da bilheteria.
2. O show de Wesley Safadão no Parque do Povo, em Campina Grande, será no dia 01 de julho. No Portal da Transparência da Prefeitura de Campina Grande, até agora, não consta sequer a contratação do cantor Wesley Safadão para o show. Portanto, não há informação oficial sobre o cachê do cantor para que se possam fazer comparações.
3. Ainda, a Fundação de Cultura exigirá explicações para qualquer diferença verificada.”

NE10

Nenhum comentário:

Postar um comentário