segunda-feira, 6 de junho de 2016

Governador Paulo Câmara assina decreto que cria o PSA em Pernambuco

Medida vai intensificar áreas de recuperação da Mata Atlântica no Estado

    FOTO: ALUISIO MOREIRA/SEI











    Paulo plantou muda de Oitizeiro no Viveiro Florestal de Suape


    CABO DE SANTO AGOSTINHO – Um decreto assinado pelo governador Paulo Câmara, neste domingo (05.06), criou o Comitê Executivo de Pagamento por Serviços Ambientais (PSA), grupo que vai formatar os critérios para a execução do programa de incentivo à preservação do meio ambiente pernambucano. 

    A medida é mais um instrumento desenvolvido pelo governo para intensificar as áreas de recuperação da Mata Atlântica no Estado. O anúncio aconteceu durante uma visita ao Viveiro Florestal de Suape, no Cabo de Santo Agostinho, município da Região Metropolitana do Recife (RMR). Antes de oficializar o comitê, o gestor plantou uma muda da espécie Oitizeiro na reserva iniciada por Eduardo Campos.

    No Dia Internacional do Meio Ambiente, o chefe do Executivo estadual destacou os esforços do governo para avançar nas políticas ambientais. "Esse trabalho, iniciado por Eduardo Campos, continua forte. Nós já avançamos em diversas áreas, e a prova disso é o reflorestamento feito no Viveiro de Suape, que conta hoje com 1,6 milhão de mudas", disse Câmara, lembrando que, no dia 05 de junho de 2012, o ex-governador deu início ao Programa de Recuperação da Mata Atlântica plantando a primeira muda da espécie Oitizeiro. 

    Com relação à criação do comitê executivo, o governador disse que o decreto é um passo importante para o andamento do Programa de Pagamento por Serviços Ambientais (PSA). "Nós vamos premiar quem faz ações em defesa do meio ambiente. Antes, nós tínhamos a cultura de punir quem degradou a natureza. Agora, Pernambuco vai evitar que isso aconteça", assegurou Câmara. 

    Paulo pontuou ainda, que, quando o assunto é política ambiental, o Estado é um exemplo para o Brasil, devido ao planejamento estratégico. "Pernambuco mostra ao Brasil, que, com políticas bem pensadas, temos toda a condição de ter um desenvolvimento sustentável", frisou. O governador esteve acompanhado do secretário de Desenvolvimento Econômico, Thiago Norões; do deputado federal Betinho Gomes; e do deputado estadual Lula Cabral.

    Coordenado pela Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Sustentabilidade, o comitê será integrado por 16 membros de entidades governamentais. O titular da pasta, Sérgio Xavier, disse que a iniciativa já conta com recursos. "Nós temos R$ 5 milhões, oriundos do Fundo de Compensação Ambiental, para iniciar esse trabalho pioneiro no País", informou Sérgio, pontuando, que, além de estabelecer o pagamento para quem proteger o meio ambiente, a Lei nº 15.809/16 prevê a catalogação das áreas de preservação e o desenvolvimento de um sistema de informações. 

    Fonte: Assessoria de Imprensa

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário