terça-feira, 12 de julho de 2016

Após 'vaquinha', neozelandeses compram praia paradisíaca de empresário e entregam ao público

Imagem aérea da praia de Awaroa, feita em fevereiro de 2016Image copyright realestate.co.nz
Image caption A praia pode ser acessada por meio de uma pista de avião
Uma praia praticamente intocada foi comprada na Nova Zelândia após uma campanha de crowdfunding ("vaquinha" online) arrecadar 2,3 milhões de dólares neozelandeses (US$ 1,7 milhão, ou R$ 5,6 milhões).
O local, que pertencia a um empresário, foi entregue aos seus novos donos: o público.
Cerca de 40 mil pessoas doaram à campanha para comprar a praia de Awaroa, no Parque Nacional Abel Tasman, na Ilha Sul, uma das duas maiores do país.
Os participantes ainda esnobaram outro empresário que ofereceu dinheiro em troca de ter acesso exclusivo a uma parte da areia.
O local, de sete hectares (o equivalente a sete campos de futebol) será administrado agora por um parque nacional.
Seu dono anterior, o empresário Michael Spackman, concordou em vender a praia após o crowdfunding alcançar sua meta em pouco mais de três semanas de campanha.
A compra assegurou que as areias permaneçam longe de mãos privadas.
Imagem da areia da praia de Awaroa, feita em fevereiro de 2016Image copyright realestate.co.nz
Image caption Grupos maori argumentaram que a praia deveria ser entregue a eles
Imagem da praia de Awaroa, feita em fevereiro de 2016Image copyright realestate.co.nz
Image caption Local é praticamente intocado
"É um grande dia", afirmou o ativista Duane Major, um dos organizadores da campanha, à BBC.
"Às vezes você pode se sentir completamente sem poder, então para nós essa é uma maravilhosa experiência de empoderamento", acrescentou.
"Tem sido uma experiência real de união. Pessoas de outros países também têm reconhecido o que isso representa. Vivemos a era de várias formas de tecnologia, que podem separar as pessoas. Mas neste caso ela as juntou."
Ativistas Duane Major (à esq.) e Adam Gardner comemoraram a compra em praia neozelandesa, em 10/7/2016Image copyright Duane Major
Image caption Ativistas Duane Major (à esq.) e Adam Gardner comemoraram a compra da praia
Imagem aérea da praia de Awaroa, feita em fevereiro de 2016Image copyright realestate.co.nz
Image caption O governo da Nova Zelândia fez uma pequena doação à campanha
Imagem da praia de Awaroa, feita em fevereiro de 2016Image copyright realestate.co.nz
Image caption A praia fica em uma parte remota da Ilha Sul

Colaboração

O governo da Nova Zelândia fez uma pequena colaboração com a campanha de crowdfunding, que, segundo Major, teve início em um "instinto".
Outra oferta de contribuição, feita por um proeminente empresário e filantropo, acabou rejeitada: ele afirmou que completaria o dinheiro necessário em troca de ter acesso exclusivo a parte da praia com sua família.
A campanha também negociou com grupos maori da região - eles argumentavam que a praia deveria ser entregue a eles.
Segundo Major, a comunidade maori será envolvida no futuro da área.
Embora a praia esteja localizada em uma região remota da costa norte da Ilha Sul, há a opção de acessá-la por avião - há uma pista perto.
Mapa mostra onde fica a praia de Awaroa
Image caption Mapa em inglês mostra a localização da praia de Awaroa - e sua distância para a capital Wellington 

BBC

Nenhum comentário:

Postar um comentário