quinta-feira, 21 de julho de 2016

Ar-condicionado sem manutenção pode provocar riscos à saúde

As altas temperaturas registradas e calor constante transformaram o ar-condicionado em um equipamento indispensável para muitas pessoas. Mas o cuidado com a manutenção é fundamental para que o aparelho refresque o ar sem causar danos à saúde. A falta de limpeza nas tubulações do ar-condicionado pode provocar uma série de doenças alérgicas como a rinite, sinusite, asma, bronquite e até enfermidades graves como a pneumonia.

As pessoas que convivem com ar-condicionado seja, em casa, no trabalho ou no carro, estão vulneráveis a essas patologias por causa da contaminação dos equipamentos por fungos, ácaros, vírus e bactérias devido à falta de limpeza. Cada tipo de aparelho tem orientações estabelecidas que orientam com que frequência é necessário realizar a manutenção. A recomendação é que a limpeza nas tubulações seja feita a cada seis meses, já para os aparelhos instalados em veículos o ideal é limpar os filtros a cada 15 dias.

Em outubro de 2000, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) publicou a Resolução 176/00, definindo padrões referenciais de qualidade do ar interior em ambientes climatizados de uso público e coletivo e os procedimentos a serem utilizados pelas vigilâncias sanitárias no que compete à fiscalização da qualidade do ar.

Confira algumas dicas para realizar a higienização do ar-condicionado:

1. Antes de tudo, você deve ler o manual de instruções do seu aparelho. É nele que você vai encontrar as orientações sobre como a limpeza deve ser feita, além de como o filtro e outras peças devem ser retirados sem danificar a estrutura do aparelho.

2. Depois de feita essa leitura, desligue o ar-condicionado da tomada para fazer a higienização. Assim, você evita o risco de levar choques ou até de danificar o aparelho e a rede elétrica do ambiente.

3. O primeiro passo é a limpeza do controle remoto, da tampa do ar-condicionado e do painel frontal. Para a higienização dessas unidades, utilize apenas um pano seco, ou uma flanela. Se estiverem muito sujas, use um pano levemente umedecido com água – não utilize nenhum produto químico.

4. O próximo passo é a remoção dos filtros. Na maioria dos modelos de ar-condicionado Split, para retirar os filtros basta levantar a tampa frontal do aparelho e puxar levemente e com cuidado. Depois, lave os filtros com água limpa (e de preferência água corrente) e deixe secar.

5. O passo seguinte é a limpeza dos filtros de carvão ativado e HEPA. Apenas alguns modelos possuem esses filtros, por isso é importante fazer a leitura do manual do seu aparelho antes de iniciar o processo. O modo da retirada e da limpeza desses dois componentes varia de modelo para modelo. Porém, na maioria dos casos, essa higienização é feita com um aspirador de pó e não deve, em nenhum caso, utilizar água. 

6. O aparelho não deve, em hipótese alguma, ser ligado na rede elétrica sem os seus filtros ou tampa. Certifique-se de que todas as peças estão devidamente encaixadas e no lugar correto antes de ligar o aparelho.

Nenhum comentário:

Postar um comentário