sexta-feira, 22 de julho de 2016

Lançada licitação para viaduto 2 do Ramal da Copa no Recife

Todas as obras deveriam ter ficado prontas antes do Mundial de 2014, mas conclusão, agora, só deve acontecer em 2017



Arthur Mota/Arquivo Folha
Pista liga Centro de Camaragibe à Arena Pernambuco

A Secretaria das Cidades lançou ontem, no Diário Oficial do Estado, o processo licitatório para a execução dos serviços do remanescente do viaduto 2 do Ramal da Copa. Segundo a pasta, a obra é uma das que foram paralisadas por conta de problemas contratuais com a construtora Mendes Jr., envolvida na Operação Lava Jato. O valor é de R$ 4,6 milhões. A medida integra um cronograma de retomada de obras de mobilidade anunciado pelo Governo do Estado nos últimos meses. Todas deveriam ter ficado prontas antes do Mundial de 2014. A conclusão, agora, só deve acontecer em 2017.

O Ramal da Copa foi concebido para permitir a ligação entre o centro de Camaragibe e a Arena Pernambuco. Em seus 6,3 quilômetros, teria até pista exclusiva para BRT. A parte interna, no entorno do estádio, foi concluída antes da Copa das Confederações, em junho de 2013. A externa, entretanto, ficou incompleta. O viaduto 2 é o que mais chama atenção. Exibe estruturas metálicas e de concreto que vêm sofrendo a ação do tempo. Por conta da paralisação da obra, os dois sentidos do tráfego se dividem num outro elevado ao lado. A partir desse ponto do ramal, afastando-se da Arena, também há muito o que fazer. Num trecho de um quilômetro, até a avenida Belmino Correia, a via não foi duplicada. Há muito mato nas margens.

De acordo com a Secretaria das Cidades, no caso do edital lançado ontem para o viaduto, há a intenção de executar levantamento de remanescentes das intervenções, considerando que, em 2015, “houve rescisão unilateral e aplicação de multa contratual de R$ 33 milhões” ao consórcio construtor “por abandono das obras do corredor de BRT Ramal da Copa e quebra de contrato”. Apurar o que precisa ser feito para concluir as obras é uma fase pela qual também passam os equipamentos do Leste-Oeste, que tinha serviços nas mãos das mesmas construtoras.

A previsão é de que os itens do corredor sejam licitados separadamente. O processo relativo à Estação de BRT Benfica, no Recife, por exemplo, estava previsto para este mês, e os dos terminais da III e IV Perimetrais, para setembro. O Governo do Estado, porém, afirma que é preciso esperar o levantamento para definir prazos, o que será possível no fim de agosto.

Folha PE

Nenhum comentário:

Postar um comentário