quarta-feira, 6 de julho de 2016

Marco da Moda no Recife Antigo celebra conclusão de incubação com desfile

Desfile trouxe a proposta de mostrar um dia no Recife, com todas as experiências que podem ser vivenciadas na cidade, como o pedal

O Marco da Moda foi passarela, na noite da última sexta-feira (1), do desfile de conclusão do 1º programa de incubação do equipamento. A mostra intitulada ‘Do popular ao erudito: um passeio nas ruas do Recife’ apresentou 40 looks criados pelas 17 empresas que agora iniciam suas atividades fora da incubadora.

Os produtos apresentados na passarela foi uma mostra do trabalho desenvolvido durante o período de consultoria e acompanhamento recebidos pelos projetos incubados no Marco. Adereços, moda praia, casual, ciclistas com estilo, roupa de festa, um exemplo do que é desenvolvido pela cadeia produtiva em Pernambuco. O desfile quis simular as 24 horas do dia, começando pelo que se usa para praia, a moda esportiva com ênfase nos ciclistas, looks casuais e a roupa para quem quer fazer bonito nas festas. O evento também contou com uma prévia da Passarela Fenearte, um desfile de 12 looks de diversos participantes da feira.

Ao longo dos 11 meses de incubação, as empresas trabalharam de acordo com suas vocações e receberam apoio em gestão empresarial, design, criação, produção, marketing e outras necessidades do mercado a partir de suas demandas. As incubadas trabalharam com peças conceituais, vestuário para o dia a dia, acessórios e inspirações carnavalescas, dentre outros mercados.

Para o secretário de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco, Thiago Norões, a conclusão desta fase firma o Marco da Moda como espaço de referência para os empresários, designers e demais profissionais da moda do Estado. “O equipamento mostrou que tem capacidade de ampliar a qualidade e, consequentemente, a competitividade da cadeia têxtil e de confecções de Pernambuco, que é um dos principais segmentos industriais do nosso Estado. Os projetos voltam ao mercado mais amadurecidos e melhor direcionados, o que pra nós é motivo de imensa satisfação, uma vez que era esse o objetivo”, pontuou o secretário.

O presidente do NTCPE, Fredi Maia, classifica o evento como a conclusão de uma etapa na vida dessas empresas. “O principal objetivo do programa de incubação é fazer com que os empreendimentos gerem riqueza e desenvolvimento”, disse. Dos 43 projetos acolhidos, 20 chegam ao final do processo ao conseguir definir um caminho promissor. “Uns conseguiram transformar suas ideias em negócios e outros ampliar a visão de suas empresas e do mercado”, analisa Fredi Maia. O Programa de incubação tem o Sebrae em Pernambuco como co-realizador.

O Marco Pernambucano da Moda é um equipamento de promoção da moda pernambucana sediado na Rua da Moeda, 46 (Recife Antigo). A estrutura abriga uma incubadora de empresas de design de produtos de vestuário, acessórios, têxteis e ambientes,  ao mesmo tempo em que serve de espaço para venda dos produtos e qualificação dos empreendedores. O projeto é uma iniciativa da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e é gerido pelo Núcleo Gestor da Cadeia Têxtil e de Confecções (NTCPE), com financiamento da Petroquímica Suape.

Nenhum comentário:

Postar um comentário