sexta-feira, 1 de julho de 2016

Pernambuco é destaque no Brasil Solar Power

Evento reuniu grandes players de energia solar no Rio de Janeiro (Foto: SDEC/ Divulgação)

Destaque no setor de energias renováveis, Pernambuco teve papel importante no Brasil Solar Power, um dos maiores eventos da área no país, com o objetivo de discutir as oportunidades e potenciais do mercado. Em sua participação, nesta quinta-feira (30), o secretário de Desenvolvimento Econômico Thiago Norões anunciou a criação do Grupo de Trabalho Solar do Fórum Nacional de Secretários de Minas e Energia. A ideia é de um ambiente para tratar sobre mecanismos de aproveitamento de energia solar nas diferentes regiões do país.

Norões também participou de talk show com lideranças governamentais do país para debater políticas ligadas à energia solar. O secretário também destacou o case de sucesso do Estado na diversificação da matriz energética. Com papel relevante em um dos maiores eventos voltados ao setor, Pernambuco se consolida como gerador de energia limpa e polo produtivo de equipamentos, tecnologia e conhecimento em energias renováveis.

“Temos trabalhado muito para consolidar Pernambuco como um grande polo de energia limpa. O evento serve para apresentarmos nosso case de sucesso e trocarmos experiências. Já somos realidade no que diz respeito à produção de equipamentos e à própria geração em si. Prova disso é que toda a energia consumida pelo Centro de Convenções é oriunda dos parques solares de Tacaratu, fruto do primeiro Leilão de Enegia Solar, em 2013, quando fomos pioneiros na realização do certame”, comentou Thiago. Na tarde desta quinta, o gestor também participa de talk show com lideranças governamentais para debater políticas voltadas à energia solar. O Brasil Solar Power é organizado pela Associação Oficial do Mercado Fotovoltaico (Absolar) e pelo Grupo CanalEnergia.

O Governo do Estado ainda trabalha com a ideia de migrar outros prédios públicos para o mercado livre de energia, para também serem abastecidos pelos parques Fontes Solar I e II, da Enel Green Power, em Tacaratu. Enquanto este processo é concluído, a Agência de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco (AD Diper) está comercializando cerca de 1 MW/médio via leilão para outros consumidores.

PE Solar – O programa de estímulo à micro e minigeração distribuída de energia solar possui R$ 2,086 milhões em financiamentos a projetos já implantados ou em implantação, valor corresponde a 20% do total de recursos destinados à sua primeira fase. O avanço na implantação de sistemas fotovoltaicos por micro, pequenas e médias empresas pernambucanas reforça a posição de vanguarda do Estado no incentivo às energias renováveis. Os seis projetos contratados e instalados estão em operação beneficiando duas unidades consumidoras do segmento produtivo da panificação, uma do segmento de ensino e três unidades do segmento de serviços: uma farmácia, uma mercearia e um posto de combustível.

Nenhum comentário:

Postar um comentário